Chuvas deixam rastro de estragos em cidades do interior de São Paulo

Córregos transbordaram, árvores caíram e, em Elisiário, raio causou a morte de seis bois; oito cidades foram afetadas pelo temporal

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

19 Maio 2017 | 16h04

SOROCABA – As chuvas intensas que caíram no interior nesta sexta-feira, 19, causaram alagamentos e estragos em ao menos oito cidades. O temporal de 20 minutos que atingiu Piracicaba, no início da tarde, foi suficiente fazer o córrego Itapeva transbordar, alagando ruas e casas na Avenida 31 de Março. A avenida Independência também ficou alagada e vários carros ficaram retidos na enxurrada. Com as chuvas que caíram também na região, o nível do Rio Piracicaba subiu de 1,48 metro na quinta para 2,63 metros no início da tarde desta sexta.

Em General Salgado, noroeste paulista, o temporal com muito granizo arrancou a cobertura do estádio municipal e destelhou ao menos três casas. Várias árvores caíram, mas não houve feridos. Em Elisiário, região de Rio Preto, um raio causou a morte de seis bois prontos para abate, na fazenda do pecuarista Ricardo Rebelato. Ele estimou o prejuízo em R$ 30 mil.

No centro de São Roque, região de Sorocaba, um trecho do asfalto cedeu na avenida Antonio Dias Bastos e causou o rompimento de uma adutora. Seis bairros tiveram o abastecimento interrompido. Equipes da Companhia de Abastecimento do Estado de São Paulo (Sabesp) iniciaram os reparos e preveem o restabelecimento do sistema até este sábado. Uma passagem de pedestres existente no local foi interditada.

Em Sorocaba, a chuva desta manhã causou o alagamento da avenida XV de Agosto, na marginal direita do Rio Sorocaba. Ruas próximas do Parque das Águas também ficaram interditadas. A chuva acumulada desde a madrugada atingia 25 milímetros na cidade. Em Campinas, uma chuva forte causou alagamentos na avenida José de Souza Campos (Norte-Sul) e deixou o trânsito caótico, no início da tarde desta sexta. Árvores caíram na região central e no bairro Guanabara. Em Campo Limpo Paulista, a chuva chegou com fortes rajadas de vento e ao menos dez casas foram destelhadas.

Em Bauru, região central do Estado, o temporal alagou a avenidas Alfredo Maia e Nações Unidas. Casas foram inundadas e uma família que teve o imóvel interditado foi removida pela Defesa Civil para um abrigo. Uma cratera se abriu no Parque Roosevelt. O temporal formou camadas de granizo na rodovia que liga Bauru a Pederneiras e o trânsito chegou a ser interrompido. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.