Camila Caringe|Estadão
Camila Caringe|Estadão

Chuva deixa zonas leste e oeste de SP em estado de atenção para alagamentos

No Beco do Batman, enxurrada surpreendeu turistas; chuva foi mais intensa em Pinheiros e fenômeno deve se repetir

O Estado de S.Paulo

21 Janeiro 2018 | 17h26

Um temporal que caiu sobre a capital paulista no fim da tarde deste domingo derrubou árvores, causou alagamentos em diferentes regiões e chegou a arrastar veículos no Beco do Batman, ponto turístico na Vila Madalena, zona oeste da cidade. A chuva e a forte ventania foi notada com mais intensidade no bairro de Pinheiros, onde o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE), da Prefeitura, registrou o maior volume de precipitação. Foram 68 milímetros de chuva concentrados em cerca de duas horas. Sé, com 37 milímetros, e Itaquera, com 33,6, foram outros pontos onde a chuva também foi intensa.

As zonas leste, oeste e o centro da cidade ficaram em estado de atenção para alagamentos. No extremo leste da capital, no Itaim Paulista, o temporal deixou o bairro em estado de alerta. 

+ Chuva atrapalha pré-carnaval na Rua Augusta

De acordo com o Corpo de Bombeiros, houve ao menos 18 ocorrências de queda de árvore na cidade ontem, principalmente na região de Pinheiros. A corporação também identificou três pontos de alagamento, dois deles em Pinheiros. Duas pessoas ficaram presas no interior de um veículo na região e foram resgatadas.

No Beco do Batman, ponto turístico conhecido pelos grafites, moradores da região filmaram quando veículos foram levados pela enxurrada repentina. Não foi informado se o alagamento deixou pessoas feridas. No Jardim Paulistano, na zona oeste, duas árvores caídas nas proximidades da Joaquim Antunes. Nos Jardins, houve queda de árvores na avenida Brasil, semáforos apagaram e pararam o trânsito da região. 

Segundo o CGE, fenômenos com características similares devem permanecer atingindo a cidade de São Paulo nesta segunda-feira, 22. Os meteorologistas explicaram que o temporal aconteceu em razão da “alta disponibilidade de umidade e a entrada da brisa marítima”. O órgão aponta potencial para formação de novos alagamentos.

Próximos dias. As instabilidades localizadas se formam a partir da tarde e se prolongam para o início da noite, com forte intensidade e potencial para a formação de alagamentos e transbordamentos de rios e córregos. Temperatura máxima prevista de 31ºC e taxas de umidade entre 45% e 90%.

A terça-feira (23) o tempo se mantém com as mesmas características de verão, ou seja, sol entre nuvens e chuvas fortes concentradas a partir da tarde, sem uma região específica para o início das precipitações. A temperatura máxima alcança os 32ºC, enquanto a umidade do ar segue elevada e acima dos 42%. A próxima semana será de muito calor com temporais típicos de verão concentrados entre a tarde e o início da noite, segundo o CGE. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.