1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail
BairrosSP

Lentidão cai 6% com 50 km/h, afirma CET

- Atualizado: 22 Setembro 2015 | 19h 51

Balanço da Companhia de Engenheira e Tráfego mostra redução em 36% dos acidentes com vítimas nas Marginais; congestionamento aumentou fora do horário de pico

Dois meses após a mudança nos limites de velocidade nas Marginais do Tietê e do Pinheiros, dados da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) mostram queda de 36% nos acidentes com vítimas - mortas e feridas - nas duas vias expressas. Houve redução nos índices de congestionamento tanto nas Marginais (8%) quanto na cidade com um todo - 6%. Especialistas alertam, porém, que a redução pode estar ligada à crise econômica. 

Redução de velocidade
Rafael Arbex/Estadão
Redução de velocidade

Limite na Marginal do Pinheiros foi reduzida para 70 km/h, na expressa, e 50 km/h. na local, no dia 20 de julho

Segundo eles, com o desaquecimento da economia, parte da frota de veículos deixou de circular nas ruas da cidade. Já a gestão Fernando Haddad (PT) atribui os dados à política de redução dos limites de velocidade, para o padrão de 50 km/h, adotada há oito semanas. 

A comparação da CET é entre 20 de julho e 13 de setembro, com o período equivalente do ano passado. No horário de pico da manhã, a lentidão média nas duas Marginais somadas foi de 19,4 quilômetros, 11% a menos do que os 21,8 km de congestionamentos registrados no mesmo período de 2014. Já no horário da tarde, das 17 horas às 20 horas, a extensão média dos congestionamentos caiu 14%, de 47,7 km em 2014 para 40,9 km este ano.

A apresentação da CET a que o Estado teve acesso mostra, por outro lado, aumento de congestionamento nas Marginais fora dos horários de pico - entre 10 horas e 17 horas - de 13,5 km para 14,5 km. Como consequência, na soma de todos os horários monitorados, a redução foi de 24,5 km para 22,6 km - 8%. Como esses dois corredores respondem por cerca de um terço dos congestionamentos da capital, os reflexos foram sentidos no restante da cidade, segundo a Prefeitura. 

A extensão média da lentidão no Município no pico da manhã caiu de 71,5 km para 62,6 km neste ano - menos 13%. No pico da tarde, a redução foi de 124,4 km para 104,8 km (16%). Na média diária, a redução foi de 72,4 km para 68,1 km.

Embora tenha percebido uma queda no número de acidentes nas Marginais, o aposentado Siuji Takano, de 66 anos, diz que a lentidão continua como era antes. “No trânsito, a diminuição de velocidade não fez muita diferença. Está igual ou mais engarrafado ainda.” Ele afirma que sempre fica parado por volta das 19 horas.

Já para o gerente de infraestrutura Sandro Aparecido, de 42, a redução melhorou “bastante” o tráfego das Marginais e diminuiu os acidentes. “Passei a ficar, por dia, meia hora a menos parado no trânsito.” 

O advogado José Luiz, de 57 anos, também percebeu mais fluidez nos últimos dois meses. Para ele, o problema ainda são as motos, que não respeitam a velocidade. “Diminuiu o engarrafamento porque você aproxima mais os carros e aumenta a quantidade de veículos na via.”

O técnico eletrônico Roberto Rodriguez, de 51, reclama só do engarrafamento ao meio-dia e nos horários de pico. “Para quem tem de usar todo dia ainda é muito ruim. A Marginal não tem jeito”, afirmou.

Economia. Técnicos ouvidos pelo Estado ainda fazem ressalvas à relação direta entre a política da gestão Haddad e os números observados pela CET. “Sem dados sobre o volume do tráfego, a quantidade de carros percorrendo as vias, não é possível concluir que a redução das velocidades seja o único fator para se chegar nesse resultado”, explica o professor de engenharia de trânsito Creso de Franco Peixoto, da Fundação Educacional Inaciana (FEI). “Do ano passado para cá, entramos em um período de resfriamento da atividade econômica, o que resulta em menos viagens e, como consequência, volume menor de veículos”, afirma.

A justificativa da gestão Haddad para adotar a medida foi reduzir os acidentes de trânsito, que registram alta desde 2013. As duas Marginais tiveram 184 acidentes a menos, na comparação dos dois períodos - foi de 743 colisões para 554. A relação entre as colisões que deixaram vítimas (feridos e mortos) e o total de acidentes também caiu. Do total de 2015, 25%, ou 140, tiveram vítimas. Dos 743 casos no mesmo período do ano passado, 29,6%, ou 220, tiveram vítimas. Levando em consideração só os acidentes com vítimas, a redução entre os dois períodos foi de 36%.

“Quanto menor a velocidade, menos a energia cinética envolvida. A redução dos limites tem relação direta com a queda de acidentados. São menos mortes e menos sequelados na cidade”, diz o diretor da Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet), Dirceu Rodrigues Alves Júnior. “O que chamamos a atenção é que, mesmo assim, o número ainda é alto.”

OAB. Autor de uma ação que tentou barrar a redução dos limites de velocidade nas Marginais do Tietê e do Pinheiros - que está em grau de recurso - , o presidente da seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB-SP), Marcos da Costa, evitou fazer críticas à medida após ser informado sobre os dados da Prefeitura sobre redução dos índices de lentidão e do número de acidentes de trânsito.

“A crítica que fazemos não é contra a redução. Mas contra o fato de a ação ter sido tomada sem que a população fosse ouvida”, disse. “O administrador público não pode pegar uma via que foi feita para ser expressa e simplesmente transformar em uma avenida, como ele (prefeito Fernando Haddad) quer. Ainda mais uma via como essa, por onde circula a riqueza produzida por parte do País.”

Costa não questionou os dados. A ação proposta pela OAB à Justiça paulista não foi aceita porque o entendimento do Judiciário foi de que ela deveria ter sido proposta à Justiça Federal. A OAB recorre da decisão.

BairrosSP
Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em São PauloX