Gabriela Biló/Estadão
Gabriela Biló/Estadão

Cerca de 300 mil ainda estão sem luz em SP, dois dias após temporal

Segundo a AES Eletropaulo, alguns casos também foram provocados pelas fortes chuvas da última terça-feira, 13

O Estado de S. Paulo

14 Janeiro 2015 | 16h44

SÃO PAULO - Cerca de 300 mil pessoas estão sem luz em São Paulo, de acordo com último balanço da AES Eletropaulo, divulgado na tarde desta quarta-feira, 14. Segundo a companhia, parte dos casos ainda é referente ao temporal que atingiu a capital paulista na última segunda-feira - áreas onde não há fornecimento de energia há 48 horas.

Outras regiões também foram afetadas durante a forte chuva da terça, que provocou quedas de árvores e galhos na rede elétrica. A AES Eletropaulo afirma que as ocorrências estão concentradas, principalmente, nas zonas sul e oeste da capital e nas cidades de Cotia, São Lourenço da Serra, Embu das Artes e Itapevi, na Grande São Paulo.

No início desta manhã, três dos 1750 circuitos elétricos da empresa continuavam desligados por causa do impacto das chuvas. O principal motivo para a queda de energia, segundo a companhia, era queda de árvores de grande porte sobre a rede elétrica.

Na segunda, as fortes chuvas, que registraram ventos de 85 km/h e 8 mil raios, foram a de maior impacto na rede elétrica neste verão e deixaram 800 mil pessoas sem energia - número superior ao do dia 29 de dezembro, quando 500 mil pessoas ficaram no escuro.

No dia seguinte, houve novo temporal e granizo na zona norte e em bairros de Guarulhos, Carapicuíba e Mairiporã. A Linha 9-Esmeralda da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) interrompeu a circulação entre Osasco e Grajaú por volta das 19h45, depois que houve uma queda de energia.

Mais conteúdo sobre:
Eletropaulo São Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.