1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Cego escapa do Centro de Detenção Provisória de Belém, em SP

Josmar Jozino - Jornal da Tarde

13 Junho 2008 | 23h 43

Agentes do CDP fazem a recontagem dos presos e Robson Norberto da Silva não responde à chamada

O preso Robson Norberto da Silva, 48 anos, condenado por estelionato, escapou misteriosamente da ala de progressão penitenciária do Centro de Detenção Provisória (CDP) do Belém, na Zona Leste, na noite do último dia 7. O detalhe da fuga é que o detento é cego, segundo agentes penitenciários.   Funcionários só deram pela falta de Silva, cujo apelido é Ceguinho, no final da noite do dia 7 (sábado). Agentes penitenciários da ala de progressão, onde ficam os presidiários em regime semi-aberto, fizeram a contagem dos detentos e Ceguinho não respondeu à chamada.   O agente penitenciário João Antonio dos Santos foi encarregado pela diretoria do CDP do Belém a prestar queixa no 81º Distrito Policial (Belenzinho). O funcionário explicou aos policiais de plantão que a fuga ocorreu por volta de 22h.   O mesmo agente disse na delegacia que Ceguinho, provavelmente, fugiu pelo alambrado da unidade. Depois dessa área existe um matagal e uma construção inacabada que dão acesso à Avenida Salim Farah Maluf, nas proximidades da Avenida Celso Garcia, Zona Leste.   Santos afirmou ainda no 81º DP que Ceguinho cumpria pena em regime semi-aberto, mas ainda não tinha autorização para sair para o trabalho externo. O Jornal da Tarde pediu detalhes sobre a fuga à Secretaria da Administração Penitenciária (SAP), mas não obteve retorno. Assessores de imprensa nem atendiam aos telefonemas às 19h45 de ontem, 15 minutos antes do encerramento do expediente.   Fontes do sistema prisional contaram ao JT que, nos últimos dias, Ceguinho foi levado três vezes para consultas num oftalmologista. Na última vez, na semana passada, o preso teria retornado com um laudo atestando que ele estava totalmente cego.   PIADA Um funcionário do CDP do Belém afirmou que a fuga virou motivo de gozação na unidade. Os agentes até comentavam o caso. "Como pode um detento cego fugir da cadeia? Parece piada, mas é um fato lamentável e grave", disse. As mesmas fontes contaram que Ceguinho é da quadrilha de Alexandre dos Santos, o Seco, que quase foi resgatado de helicóptero da Penitenciária Adriano Marrey, em Guarulhos, Grande São Paulo, em julho de 2005. Essa informação não pôde ser confirmada, pois a SAP não respondeu às perguntas do JT.