Reprodução Google Street View
Reprodução Google Street View

Casas de prostituição são 'emparedadas' com blocos de concreto na zona norte de SP

15 locais já tinham sido notificados e multados anteriormente por irregularidades; Dois deles continuaram a funcionar e foram bloqueados

Ana Paula Niederauer, O Estado de S.Paulo

11 Agosto 2017 | 17h25

SÃO PAULO - A Prefeitura de São Paulo emparedou, na quarta-feira ,9, com blocos de concreto, duas casas de prostituição entre as ruas Jovita e Gabriel Piza, em Santana (zona norte). 

No total, 15 estabelecimentos já haviam sido fechados administrativamente por irregularidades, como falta de licença de funcionamento. A ação dos fiscais continua no local com apoio da Policia Militar (PM) e Guarda Civil Metropolitana (GCM).

Em nota, a Prefeitura Regional Santana Tucuruvi informou que os locais já haviam sido notificados e multados anteriormente e, como não atenderam normas administrativas, foram fechados. Ocorre que em flagrante desrespeito à interdição, duas casas noturnas afastaram os muros de concreto colocados pela Prefeitura e continuavam a funcionar.

Ainda de acordo com  a nota, a fiscalização continuará até encerrar o emparedamento de todos os estabelecimentos que estão desrespeitando a ordem de fechamento anterior. 

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.