Reprodução/Facebook
Reprodução/Facebook

Casal é pichado por moradores do Guarujá após escrever em uma pedra

Os dois foram pintados com tinta preta; ninguém registrou boletim de ocorrência na Polícia Civil, mas várias pessoas filmaram a cena

Zuleide de Barros, especial para O Estado de S. Paulo

24 Abril 2014 | 22h29

GUARUJÁ - A comunidade da Prainha Branca, em Guarujá, tem orgulho da sua paisagem exuberante, quase intacta em razão do difícil acesso, que só pode ser feito de barco. Por esta razão, não poupou o casal de jovens turistas, que tentou marcar presença no último domingo de Páscoa, 20, pintando uma rocha isolada no meio de uma ilhota, que só pode ser atingida quando a maré está baixa.

O rapaz e a moça tentavam pintar "ABC" na pedra, como indicativo de sua região de procedência. Mas eles se deram mal ao serem avistados por um grupo de rapazes que jogava futebol em um campinho próximo. O grupo se reuniu e resolveu castigar os vândalos, que foram pichados com tinta preta, sem chances de fugir do local, sob as vaias dos antigos moradores e dos banhistas.

A ocorrência não foi registrada na Polícia: nem por parte do casal de turistas, que teve todo o corpo pintado de preto, e nem pelos moradores, que contam estarem cansados do vandalismo registrado pelos visitantes. Mas os banhistas que costumam frequentar o local, assim como as pessoas que acampam, não vão se esquecer da cena, que ilustrou o feriadão à beira-mar.

Muita gente filmou a cena, que chegou a ser postada nas redes sociais, para ninguém ter dúvida da ação dos vândalos e do castigo imediato dos representantes da comunidade, mutios antigos pescadores. Para a Polícia, esse tipo de ação não deve ser estimulado e o fato deveria ser denunciado de imediato aos policiais.

"Com a distância da cidade e as dificuldades de acesso, dificilmente a Polícia chegaria ao local, em tempo de reprimir a ação dos vândalos", avaliou um antigo morador da Prainha Branca, que se diz cansado da falta de noção dos visitantes, que depredam o local e deixam muito lixo na areia e nas trilhas a caminho do local.

Mais conteúdo sobre:
Guarujá Prainha Branca

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.