Casal é jogado de ponte após assalto e homem morre em Tietê

Dois criminosos roubaram casa e levaram casal como reféns; mulher ficou gravemente ferida e levada a hospital

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

19 Junho 2009 | 18h18

Depois de ser assaltado, um casal foi jogado de uma ponte pelos bandidos, na noite de quinta-feira, em Tietê, a 142 km de São Paulo. O aposentado João Alvaro Pogi, de 71 anos, morreu e sua companheira, Cintia Cristina de Oliveira, de 36 anos, ficou gravemente ferida. A Polícia Civil prendeu um suspeito do crime.

 

De acordo com a Polícia Militar, os bandidos invadiram a casa, na região central da cidade, e renderam o casal. Na fuga, decidiram levar as vítimas como reféns para que não fossem denunciados. Numa estrada vicinal, em direção a Saltinho, eles pararam sobre uma ponte, retiraram os reféns do carro e os empurraram para baixo. A ponte não tinha defensas e o ribeirão estava praticamente seco.

 

Pogi morreu na queda de uma altura de seis metros. A mulher, mesmo ferida, conseguiu pedir ajuda. Os gritos foram ouvidos por uma pessoa que passava pela estrada. Ela foi levada para o hospital da cidade e permanecia internada nesta sexta.

 

O suspeito foi preso quando fazia compras com um cartão de crédito do aposentado no comércio local. Em seu poder, os policiais encontraram um talão de cheques das vítimas. O suspeito, que não teve o nome divulgado, disse que tinha achado os pertences. Ele continuava detido no início da noite.

Mais conteúdo sobre:
crime violência assassinato Tietê SP polícia

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.