Assine o Estadão
assine

São Paulo

Carnaval

Carnaval de rua rende R$ 150 milhões a mais do que sambódromo

Investimento em blocos é de R$ 10 milhões contra R$ 34 milhões das escolas do Anhembi, segundo informações da SPTuris

0

RAFAEL IATALIANI,
O Estado de S. Paulo

06 Fevereiro 2016 | 00h36

SÃO PAULO - Uma estimativa da São Paulo Turismo (SPTuris) aponta que o carnaval de rua da capital paulista em 2016 vai arrecadar para a cidade R$ 150 milhões a mais do que a festa no Sambódromo do Anhembi. De acordo com a Prefeitura, os blocos deste ano tem potencial para levantar R$ 400 milhões com investimento de R$ 10 milhões. 

Já o evento da Liga Independente das Escolas de Samba tem aporte de R$ 34 milhões e gera R$ 250 milhões. A informação foi divulgada pelo prefeito Fernando Haddad (PT), na noite desta sexta-feira, 6, na abertura dos desfiles no Sambódromo. 

"Gera mais atividade econômica, são mais dias de bloco. O carnaval de rua era praticamente inexistente. Gera emprego, comercialização de produtos e mantém a rede hoteleira ocupada em uma cidade que se esvaziava nessa época", disse o petista.

Para o secretário municipal da Cultura, Nabil Bonduki, os blocos devem crescer mais nos próximos anos. Entre 2015 e 2016, o crescimento de agremiações na festa de rua foi de 36%. "O Anhembi tem um formato que não deve crescer mais porque tem um número delimitado de pessoas que é o que o Sambódromo pode comportar. A população que ia para fora gasta na cidade e dialoga com a vida de São Paulo e a cidadania cultural", finalizou Bonduki.

Comentários