Campinas investiga 3 mortes de moradores de rua em 48 horas

A Polícia Civil de Campinas, no interior de São Paulo, vai investigar a suposta ligação entre três crimes cujas vítimas eram moradores de rua. As mortes ocorreram no fim de semana.

TATIANA FÁVARO / CAMPINAS, O Estado de S.Paulo

06 Dezembro 2011 | 03h05

Em comum, os sem-teto tinham ferimentos na cabeça e o fato de terem sido atacados na região central.

Segundo a polícia, serão requisitadas imagens de câmeras de monitoramento da área para auxiliar na busca do responsável ou responsáveis pelas mortes.

O homem encontrado na madrugada de domingo foi atingido na cabeça com uma marreta. O ataque foi denunciado a um vigilante por uma testemunha, que teria ouvido gritos na madrugada de domingo perto do terminal central.

Na madrugada anterior, uma travesti havia sido encontrada morta no centro de Campinas. Segundo a polícia, a vítima também foi agredida, provavelmente a pauladas ou com algum objeto do gênero.

Outro morador de rua encontrado morto na madrugada de sábado no município também tinha ferimentos na cabeça e chegou a ser socorrido no Hospital Municipal Doutor Mário Gatti, mas não resistiu e morreu.

A polícia busca testemunhas e trabalha com a possibilidade de uma mesma pessoa ter cometido os três crimes contra moradores de rua na região central de Campinas.

Indícios. Policiais recolheram as roupas de um suspeito que foi abordado por policiais no domingo e as levaram para exames técnicos.

A polícia ainda busca informações sobre outras testemunhas que possam ter visto alguma movimentação na região.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.