TV Estadão | 14.07.2015
TV Estadão | 14.07.2015

Câmera de segurança flagra roubo de carro na zona sul de São Paulo

Imagens mostram momento em que médico é abordado no Paraíso, forçado a sentar no chão e tem veículo levado por criminoso armado

Felipe Resk, O Estado de S. Paulo

14 Julho 2015 | 09h05

SÃO PAULO - Uma câmera de segurança na região do Paraíso, área nobre da zona sul de São Paulo, flagrou o momento em que um homem é assaltado à mão armada, forçado a sentar no chão e tem o carro roubado por um criminoso. O tempo da ação, entre a vítima estacionar o veículo e o bandido fugir, é de pouco mais de um minuto.

O crime aconteceu na noite da última quinta-feira, 9, feriado da Revolução Constitucionalista de 1932. Na ocasião, o médico Júnior Souza, de 34 anos, resolveu visitar um amigo na Rua Maria Figueiredo após sair da academia. Por volta das 21h15, ele estacionou o carro, um Hyundai ix35, e começou a retirar o material de treino de dentro do veículo, quando foi surpreendido pelo criminoso. 

"A primeira coisa que vi foi a arma. Eu notei que o assaltante estava tenso. Ele já foi falando: 'Me passa a chave, playboy! Perdeu, seu otário!'", conta Souza.

De camisa branca e boné, o criminoso rouba o relógio da vítima e manda por a bolsa de volta no carro. "Fiquei com mais medo porque a chave não estava no bolso, mas dentro da mochila. Pensei que ia levar um tiro."

O assaltante ainda puxa Souza pelo braço e o obriga a sentar na calçada e passar instruções de como destravar o freio de mão, que fica no pedal do veículo. Depois da fuga do bandido, o médico conseguiu ligar para a polícia usando o próprio celular, que ficou no bolso. A vítima não foi revistada pelo assaltante.

De acordo com Souza, policiais militares demoraram cerca de dez minutos para chegar ao local. Fizeram uma entrevista breve e orientaram a vítima a registrar um boletim de ocorrência no 78º Distrito Policial (Jardins). Um dos agentes também teria dito que o veículo do médico era muito "visado" por assaltantes.

Ainda segundo Souza, havia movimento de carros na rua na hora do crime. A rua, no entanto, tem muitas árvores e a suspeita é de que o assaltante tenha se escondido atrás delas. O veículo ainda não foi encontrado.

"O cara surge do nada, é impressionante. São profissionais do crime. Depois disso, quando a gente vai parar em qualquer lugar fica sempre um trauma."

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) informou que o roubo de veículo citado está sendo investigado pelo 36º DP (Vila Mariana), com análise de imagens de câmeras de monitoramento e diligências para localizar testemunhas.

De acordo com a SSP, a Polícia Militar intensificou as rondas no local, que, segundo a PM, recebe "policiamento por viaturas de radiopatrulhamento, policiamento com motos e operações específicas para coibir ações de criminosos que atuam em motocicletas".

Ainda segundo a SSP, na região do 36º DP, os roubos de veículos caíram 43,5% e os roubos diminuíram 29,2% nos cinco primeiros meses do ano, em comparação com o mesmo período do ano passado.

Mais conteúdo sobre:
Violência São Paulo Paraíso

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.