Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

São Paulo

São Paulo » Camarote desaba em show de sertanejo no interior de São Paulo e deixa 27 feridos

São Paulo

São Paulo

Arandu

Camarote desaba em show de sertanejo no interior de São Paulo e deixa 27 feridos

Acidente ocorreu durante show na Festa de Peão de Boiadeiro de Arandu; ainda não se sabe o que causou o desabamento

0

José Maria Tomazela ,
O Estado de S. Paulo

19 Março 2017 | 14h32

SOROCABA - Um camarote da estrutura montada para a Festa do Peão de Boiadeiro de Arandu, no interior de São Paulo, desabou e deixou 27 pessoas feridas, na madrugada deste domingo (19). O acidente aconteceu durante a apresentação da dupla sertaneja Fiduma & Jeca, por volta de 1h30.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, a estrutura superior da ala reservada aos camarotes, lotada no momento do acidente, cedeu e caiu sobre as pessoas que estavam na parte inferior. Houve um princípio de pânico e o show da dupla foi encerrado.

Em razão do grande número de feridos, as ambulâncias que estavam no local não deram conta e cidades da região deslocaram viaturas do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) para o socorro. Conforme os bombeiros, 13 pessoas receberam atendimento no Pronto-Socorro de Arandu e outras 14, com fraturas nas pernas, braços e costelas, foram levadas na Santa Casa de Avaré. Duas vítimas, uma delas com fratura exposta na perna, outra com suspeita de fratura na vértebra, permaneciam internadas na manhã deste domingo.

O jornalista Marcello Ribeiro, do site Avaré Urgente, estava no local e conta que a estrutura dos camarotes balançava muito. “Eu estava no setor inferior e desde o início tinha notado que o camarote se movimentava para frente e para trás. De repente a estrutura veio abaixo, gerando muito pânico e correria.” Segundo ele, as pessoas que estavam na parte superior ficaram sem acesso às escadarias e, com medo que o restante da estrutura desabasse, muitas pularam de uma altura de quase quatro metros.

A festa, organizada pela prefeitura, começou no dia 15 e se encerraria neste domingo. Da programação prevista para o encerramento, apenas o desfile de cavaleiros foi mantido.

O município informou que o recinto tinha alvará para realizar a festa e que a estrutura dos camarotes possuía laudo técnico assinado por engenheiros. A capacidade era de 600 pessoas no piso superior e outras 600 no inferior, mas o número de pessoas no local era menor que o autorizado, segundo a prefeitura.  As causas do acidente serão investigadas pela Polícia Civil.

Mais conteúdo sobre:

Encontrou algum erro? Entre em contato

0 Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.