1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Câmara vai autorizar feriado na capital nos dias de jogos do Brasil

Adriana Ferraz e Rafael Italiani - O Estado de S. Paulo

18 Junho 2014 | 12h 54

Solução encontrada pelos vereadores para atender a pedido de Haddad é alterar projeto já em andamento na Câmara

Atualizado às 15h15

SÃO PAULO - A Câmara Municipal vai autorizar ainda na tarde desta quarta-feira, 18, o prefeito Fernando Haddad (PT) a decretar feriado nos dias de jogos do Brasil na Copa do Mundo. A solução encontrada pelos vereadores para atender o pedido do prefeito será apresentar um texto substitutivo em projeto de lei já votado em primeira discussão na Casa, para adiantar o processo.

Inicialmente, a base aliada de Haddad na Câmara anunciou que iria "emprestar" proposta do ex-secretário municipal de Governo, Donato (PT), que propunha nomear uma rua em M' Boi Mirim, zona sul de São Paulo, como Avenida Luiz Gushiken (ex-ministro de Lula e fundador do PT, morto em setembro de 2013). Depois, porém, a solução foi descartada. Em seguida, cogitou-se usar lei do vereador Paulo Frange (PTB) e, agora, de Paulo Fiorilo (PT). 

Os vereadores devem atender ao pedido de Haddad, que teme novo caos no trânsito na cidade não só na próxima segunda-feira, quando ocorre o jogo entre Brasil e Camarões, como nos demais. No dia 23 também ocorrerá a partida entre Holanda e Chile, na Arena Corinthians, em Itaquera, na zona leste da capital. 

EVELSON DE FREITAS/ESTADÃO
Cidade parou no segundo jogo da seleção

Para viabilizar a tempo o novo feriado, o prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, desmarcou agenda pública marcada para a manhã desta quarta e confirmou reunião à tarde com representantes da Prefeitura e da Câmara em seu gabinete. 

O líder do governo na Câmara, vereador Arselino Tatto (PT), afirmou ao Estado que a ideia é possível de ser concretizada. "O presidente da Casa, José Américo (PT), já me informou da vontade do prefeito. Acho interessante, dado o inferno que a cidade viveu ontem (terça-feira, 17)."

O pedido de Haddad, no entanto, deve travar os debates entorno na votação do Plano Diretor, marcados para esta quarta. Como quinta-feira, 19, é feriado, os vereadores precisam correr para aprovar mais esse dia de folga na cidade. Para ser considerada válida, a lei precisava ser aprovada na Câmara e sancionada pelo prefeito antes de segunda-feira.

Brasil x México. Na terça-feira, 17, a saída antecipada dos paulistanos do trabalho para assistir ao jogo da seleção contra o México impactou o trânsito da cidade e fez com que às 15h, a capital paulista registrasse 302 quilômetros de lentidão nas vias monitoradas pela Companhia de Engenharia de Tráfego (CET).O índice foi o terceiro maior da história.