1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Calor provoca até greve no Rio Grande do Sul

Elder Ogliari - O Estado de S.Paulo

12 Fevereiro 2014 | 02h 02

Oito mil trabalhadores do Estaleiro Rio Grande fizeram paralisação; segundo sindicato da categoria, sensaçao térmica pode chegar a até 60 ºC para soladadores

PORTO ALEGRE - O desconforto causado pelo calor levou oito mil trabalhadores do Estaleiro Rio Grande a entrar em greve, na cidade do Rio Grande. Eles suspenderam as atividades e apresentaram uma lista de reivindicações à Ecovix, empresa que constrói cascos para a Petrobrás usar na extração do petróleo do pré-sal.

Segundo o presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do Rio Grande e São José do Norte, Benito Gonçalves, os pedidos são para melhorias das condições de trabalho. "Quando a temperatura chega a 40°C na rua, a sensação pode superar 50 °C em cima dos cascos e passar dos 60°C para quem está vestido com roupas de couro e soldando", afirma. "Houve dias em que de 10 a 15 trabalhadores desmaiaram."

Em nota, a empresa destacou que seus diretores têm se reunido com dirigentes do sindicato para esclarecer as medidas que tem adotado para o bem-estar físico e a segurança.