1. Usuário
Assine o Estadão
assine
  • Comentar
  • A+ A-
  • Imprimir
  • E-mail

Bombeiros resgatam corpos de vítimas de enchentes no interior

- Atualizado: 17 Janeiro 2016 | 15h 38

18 cidades já decretaram emergência por causa dos temporais

SOROCABA – Os corpos de dois homens levados pelas enchentes causadas pelas chuvas foram resgatados, no sábado, pelos bombeiros, em duas regiões distintas do interior. No final da tarde, o corpo de Janilson Gilvan Duarte, de 40 anos, desaparecido desde o dia 13, foi encontrado no Ribeirão Pederneiras, na cidade do mesmo nome. De acordo com testemunhas, ele teria tentado transpor o trecho alagado de uma rua, quando o carro foi arrastado pela enxurrada e caiu no rio.

Em Votuporanga, os bombeiros encontraram o corpo de Daniel Araujo Pessoa, de 29 anos, que havia sido levado pela enchente do Rio São José dos Dourados. Ele pescava com um quatro amigos na cabeceira de uma ponte quando o rio se encheu rapidamente e transbordou. Os outros conseguiram escapar, mas Pessoa foi arrastado pelas águas. Desde o início do ano, quatro pessoas morreram após serem arrastadas por enxurradas no interior de São Paulo.

Rio Piracicaba está bastante volumoso por causa das chuvas

Rio Piracicaba está bastante volumoso por causa das chuvas

Já são 18 cidades em estado de emergência por causa das chuvas. Em Boituva, o nível do rio Sorocaba subiu após a abertura das comportas de uma represa e inundou 20 chácaras. Os moradores foram obrigados a deixar os imóveis às pressas. A prefeitura decretou estado de emergência. Um grupo de moradores montou uma barraca na entrada do bairro e se reveza na vigilância do local inclusive durante a noite para evitar saques.

Em São Luiz do Paraitinga, o nível do Rio Paraitinga subiu quase cinco metros, sábado, e inundou 50 casas. Cerca de 150 pessoas abandonaram os imóveis e foram para a casa de parentes – dez estão num alojamento da prefeitura. A cidade histórica, famosa pelo casario do século 18 tombado pelo patrimônio histórico nacional, ainda se recupera da grande enchente de 2010 que arrasou a área urbana. O rio, que baixava lentamente na manhã deste domingo (17), está sendo monitorado.

Comentários

Aviso: Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do Estadão.
É vetada a inserção de comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. O Estadão poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os criterios impostos neste aviso ou que estejam fora do tema proposto.

Você pode digitar 600 caracteres.

Mais em São PauloX