Bombeiro invade posto e BO fala em embriaguez

Testemunhas disseram que ele estava alcoolizado ao volante; em depoimento, policial afirmou que passou mal e não se lembra do acidente

BRUNO RIBEIRO, O Estado de S.Paulo

06 Dezembro 2011 | 03h03

Um bombeiro de 42 anos bateu o caminhão-pipa da corporação que dirigia, à meia-noite de ontem. Ele atingiu um poste da Rua dos Radialistas, em Pirituba, zona norte da capital paulista, e depois invadiu o posto de combustível na mesma calçada. Ele e outro bombeiro, que também estava no veículo, ficaram feridos - ambos sem gravidade. A suspeita é de que o bombeiro estava embriagado.

O boletim de ocorrência aberto para apurar o caso registra "embriaguez ao volante" como um dos delitos averiguados. Mas um laudo médico feito pela própria Polícia Militar atesta que não, de acordo com a Polícia Civil. Por isso, o bombeiro - cujo nome não foi divulgado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública - não foi indiciado por nenhum crime.

Outra suspeita, também apontada no boletim de ocorrência, é que, após o acidente, o bombeiro tenha fugido do local. Conforme a Polícia Civil, os bombeiros feridos foram socorridos por outro bombeiro, um sargento que estaria voltando de uma ocorrência no Hospital Metropolitano, na Lapa, zona oeste.

O sargento declarou, no 33.º Distrito Policial (Pirituba), que passava pela mesma avenida no instante do acidente, reconheceu os colegas e os levou ao batalhão em que eles trabalham. E só de lá é que foram receber atendimento médico, no Hospital da Polícia Militar, no Mandaqui, zona norte, onde foi feito o exame de embriaguez, que inocentou o motorista.

Mal-estar. Em depoimento, o bombeiro que dirigia o caminhão disse que passou mal e não se recorda do momento do acidente. Segundo informações do Bom Dia Brasil, da TV Globo, testemunhas disseram que ele apresentava fortes sinais de embriaguez ao sair do veículo. Um comerciante declarou à reportagem da emissora que havia latinhas de cerveja na cabine do caminhão.

A Polícia Civil solicitou uma perícia no local do acidente e aguarda os laudos. O bombeiro que estava com o motorista também fez exame de embriaguez - e o resultado deu negativo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.