Estadão - Portal do Estado de S. Paulo

São Paulo

São Paulo » Bebê morre após muro desabar com chuva em São Paulo

São Paulo

Bebê morre após muro desabar com chuva em São Paulo

Força da água invadiu residência no Tremembé, zona norte

0

Mônica Reolom,
O Estado de S.Paulo

28 Janeiro 2016 | 23h30
Atualizado 29 Janeiro 2016 | 10h11

SÃO PAULO - Um bebê morreu depois que a força da água da chuva de quarta-feira, 27,  invadiu a residência em que ele estava, na Rua Doutor Nelson Saad, no Tremembé, zona norte de São Paulo. Arthur Alves de Oliveira, de 1 ano, foi atingido pelo desabamento de um muro da casa. Ele estava internado no Hospital do Mandaqui e morreu na tarde desta quinta, 28.

A Polícia Militar informou que os bombeiros foram chamados e prestaram os primeiros socorros, por volta das 16 horas de quinta, ao menino e a outra criança, cuja identificação não foi revelada, que se feriu com a queda da estrutura. Arthur foi encaminhado, primeiramente, ao Hospital Militar, na zona sul e, depois, ao Mandaqui. A Secretaria Estadual da Saúde confirmou a morte, mas não divulgou a causa.

A criança ferida foi levada ao Hospital Vila Nova Cachoeirinha, na zona norte. Segundo informou a dona da residência atingida pela chuva, Elaine Nascimento, essa criança já estava em casa na noite desta quinta.

Elaine explicou que sua irmã, cuidadora, tomava conta de seis crianças na casa no momento do acidente. Elaine não estava no local. “Minha irmã disse que o muro estourou, desabou, e as crianças estavam embaixo.” Os outros quatro não foram atingidos pelos destroços.

Consequências. Quarta foi o dia mais chuvoso do ano em São Paulo. As pancadas causaram o transbordamento de quatro córregos. A região do Tremembé foi a mais atingida pela água, com registro de 74 milímetros de pluviometria, de acordo com o Centro de Gerenciamento de Emergências (CGE). A média na cidade foi de 39,3 mm.

Nas proximidades do Horto Florestal, na mesma região, o entupimento de uma galeria de águas pluviais, segundo a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp), provocou o alagamento de ruas e casas, deixando pessoas ilhadas.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.