1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Bando invade fábrica, faz 50 reféns e rouba R$ 14 mi em eletrônicos

José Maria Tomazela - O Estado de S. Paulo

07 Julho 2014 | 21h 36

Bandidos armados entraram na fábrica da Samsung em Campinas, no interior de SP, e carregaram sete caminhões com equipamentos

Atualizado às 11h10 do dia 8/7/2014

CAMPINAS - Um bando fortemente armado invadiu a fábrica da Samsung na Rodovia D. Pedro I em Campinas, tomou cerca de 50 funcionários como reféns e carregou sete caminhões, com uma carga de produtos eletrônicos, avaliados, segundo a empresa, em R$ 14 milhões. Os criminosos fugiram com a carga, sem deixar pista.

O roubo ocorreu entre zero hora e 3 horas desta segunda-feira, 7, e foi um dos maiores já registrados no Estado de São Paulo. Os bandidos, com metralhadoras e fuzis, romperam o sistema de segurança da empresa, tomando de assalto uma van, que chegava com funcionários. Os criminosos usaram os crachás dos reféns para ter acesso ao interior da fábrica e dominar os seguranças. Com o controle da portaria, o bando não teve dificuldades para entrar com os caminhões. A mão de obra dos próprios funcionários foi usada para saquear os estoques.

Denny Cesare/Código19/Estadão
No interior da Samsung, 100 funcionários foram rendidos e 40 mil aparelhos roubados, como tablets, smartphones e notebooks (foto: Denny Cesare/Código19)

Câmeras. De acordo com a Polícia Civil, a quadrilha tomou cuidado de escolher os produtos de maior valor. A ação durou cerca de três horas. Embora evitassem as câmeras, alguns dos assaltantes não se preocuparam em esconder os rostos diante dos reféns.

Na fuga, segundo a polícia, os bandidos tomaram diversos rumos com os caminhões, para dificultar eventual perseguição. A Polícia Rodoviária e as concessionárias de rodovias da região montaram bloqueios nas estradas, mas todos os veículos com a carga roubada conseguiram passar. 

Na noite desta segunda, três suspeitos de roubo de carga foram presos e levados algemados para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG), que está investigando o roubo da Samsung. Os policiais alegaram que os suspeitos não teriam ligações com este caso, e não deram mais detalhes. O assalto foi registrado como roubo qualificado. 

De acordo com informações da polícia, a Samsung já foi vítima de um roubo em um galpão do Aeroporto de Viracopos, também em Campinas, mas essa investigação foi feita pela Polícia Federal por se tratar de área de segurança federal. A polícia tem conhecimento de que alguns suspeitos foram investigados e houve até ordem de prisão. “Entraremos em contato para ver se há alguma relação entre os dois casos”, afirmou o delegado da Polícia Civil Carlos Henrique Fernandes, titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG).

Por meio de uma nota, a Samsung informou que ninguém ficou ferido durante o assalto registrado em sua fábrica na região de Campinas e que “a empresa coopera plenamente” com a investigação policial e que está "empenhando todos os esforços para resolver esta situação". “Faremos o nosso melhor para evitar qualquer recorrência”, ressalta o texto oficial, sem dar mais detalhes.