Band e Márcia Goldschmidt terão de indenizar telespectador

Homem fechou contrato com construtora que emitia cheques sem fundos após anúncio em programa

Central de Notícias,

09 Novembro 2009 | 17h35

O Tribunal de Justiça do Rio (TJ-RJ) condenou a TV Bandeirantes, a empresa Quality Construtora Negócios Empreendimentos Ltda e a apresentadora Márcia Goldschmidt a pagarem R$ 20 mil a um telespectador, vítima de propaganda enganosa.

 

Segundo o TJ-RJ, devido a um anúncio da construtora no programa A Hora da Verdade, comandado pela apresentadora, o suboficial da Marinha Paulo Rodrigues Oliveira, de 64 anos, fechou contrato com a Quality para liberação de crédito imobiliário no valor de R$ 80 mil.

 

Depois de pagar R$ 10 mil, a vítima descobriu que os cheques emitidos pela empresa não tinham fundos. A indenização é por danos morais e materiais.

 

De acordo com o relator do processo, desembargador Bernardo Moreira Garcez Neto, o veículo da publicidade também é responsável pelos danos causados ao cliente. Ele destacou que a emissora de televisão poderia conferir a idoneidade do anunciante, antes de veicular a propaganda. Os réus podem recorrer da decisão.

Mais conteúdo sobre:
Márcia Goldschmidt Band

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.