Avó procura neto que foi levado pelo pai há um ano

"O pai pegou durante uma visita e não devolveu mais, sumiu. Isso foi em outubro do ano passado." Sem o neto Vinicius da Paz Almeida, então com 5 anos, a vida da auxiliar de limpeza Maria de Fátima Arruda Paz, de 53 anos, virou uma tortura.

O Estado de S.Paulo

17 Dezembro 2011 | 03h07

O desespero levou Maria de Fátima e a mãe de Vinicius, a auxiliar de produção Janaína Paz, de 29 anos, até São Sebastião da Estrela, no interior de Minas Gerais. Havia notícias de que ele estaria por lá com o pai, mas eles não foram encontrados.

Em meio à busca pelo neto, Maria de Fátima também convive com informações desencontradas, que fazem a família sair da casa onde vive em Mauá, no ABC paulista, no meio da noite, atrás de crianças que supostamente seriam o menino. "Recebemos muitos trotes durante esse tempo todo."

Segundo a avó, Janaína tem a guarda de Vinicius e o pai nunca deu atenção ao garoto até desaparecer com ele. Todos os documentos de Vinicius ficaram em Mauá, na casa de Maria de Fátima. "Ele era um grude com a gente. Estava na escolinha, e a professora chega a chorar quando lembra dele." / W.C.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.