'Atrasados' têm surpresa nas estradas

Trânsito foi calmo ontem à tarde nas rodovias para o litoral, ao contrário dos últimos dias; à noite, neblina ajudou a aumentar a lentidão

ADRIANA FERRAZ, O Estado de S.Paulo

31 Dezembro 2011 | 03h01

Quem optou por pegar a estrada ontem de manhã ou à tarde, na véspera do ano-novo, teve uma surpresa: encontrou pistas livres nos sentidos litoral e interior. Até as 17h, as principais rodovias do Estado registravam tráfego normal, sem pontos de lentidão. Para chegar a Santos, na Baixada Santista, por exemplo, o motorista demorava 45 minutos, tempo muito inferior às cinco horas consumidas por quem se adiantou e desceu a serra na quarta-feira.

O trânsito só foi piorar depois das 19h no Sistema Anchieta-Imigrantes por causa do excesso de veículos e da neblina, que obrigou os veículos a descer em sistema de comboio. A Imigrantes chegou a registrar 15 km de congestionamento perto das 20h. Mais de 400 mil veículos já passaram pelos pedágios dessas rodovias a em direção ao litoral desde a 0h do dia 27, segundo a Ecovias, concessionária responsável pelo trecho. A expectativa é de que até 753 mil façam o trajeto durante o feriado.

Mau tempo. Em função do mau tempo previsto para todo o Estado, acidentes e neblina podem complicar a vida de motoristas que pretendem pegar estrada hoje. Na direção do litoral norte, tanto a Rodovia dos Tamoios quanto a Oswaldo Cruz apresentavam tráfego intenso, mas sem paradas. No início da noite, o tempo estimado de viagem entre São José dos Campos e Caraguatatuba, segundo o Departamento de Estradas de Rodagem (DER), era de 50 minutos.

No mesmo horário, tráfego livre nas Rodovias Bandeirantes, Anhanguera, Raposo Tavares, Fernão Dias, Régis Bittencourt e Nova Dutra, que espera movimento maior até as 14h de hoje, no sentido Rio.

Amanhã, no entanto, a previsão é de lentidão em todas as rodovias, na volta à capital.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.