Silvana Garzaro/Estadão
Silvana Garzaro/Estadão

Ator é investigado por estupro durante gravação de filme no interior de SP

Thogun Teixeira nega as acusações e afirma que houve consentimento da vítima

José Maria Tomazela, O Estado de S.Paulo

29 Novembro 2017 | 18h19

SOROCABA - A Polícia Civil de Sorocaba, no interior de São Paulo, investiga denúncia de estupro envolvendo o ator Thogun Teixeira, de 47 anos, no intervalo das filmagens do longa-metragem A Volta, num hotel da cidade. Uma camareira do filme acusa o ator de ter invadido seu quarto e praticado o crime. Já a assistente de figurino do filme disse à polícia que Thogun tentou abusar sexualmente dela, mas foi repelido. Teixeira nega os crimes, mas admitiu a policiais ter praticado sexo com a camareira, com o consentimento dela.

+++ Polícia investiga estupro coletivo de adolescentes durante rodeio em Cunha

A denúncia foi registrada pela Polícia Civil na madrugada do último domingo, 26. Na terça-feira, as duas mulheres se dirigiram à Delegacia de Defesa da Mulher (DDM) e fizeram uma representação formal contra o ator. De acordo com o relato da camareira, Thogun conseguiu a chave e invadiu o quarto em que ela estava sozinha, praticando o crime. Em seguida, ele se retirou, porém voltou mais tarde, quando a figurinista já estava no local e também a teria atacado, segundo o relato dela. A mulher informou que reagiu e conseguiu tirá-lo do quarto.

+++ Escritora denuncia estupro por motorista do Uber

A delegada Ana Luiza Salomone aguarda o laudo do exame de corpo de delito feito pela camareira para dar sequência à investigação. "Houve notícia de crimes e instauramos o inquérito para apuração", disse. Segundo ela, o ator esteve no plantão da Polícia Civil quando o caso foi registrado, mas ainda será ouvido formalmente no inquérito. Ela também vai ouvir integrantes da equipe de filmagem e funcionários do hotel. Imagens de câmeras instaladas nas dependências do local de hospedagem já foram requisitadas.

+++ Preso por estupro na Paulista já tinha outras duas passagens por crime sexual

Aos policiais, Thogun confirmou a relação com a camareira, mas alegou que foi com o consentimento dela. A equipe tinha encerrado as gravações em Sorocaba e se reuniu na área de lazer do hotel para comemorar. O ator teria apanhado a chave na recepção antes de subir para o quarto. A gerência do hotel informou que os procedimentos de check-in foram cumpridos e colabora com as investigações da polícia. A direção do longa informou que prestou apoio às vítimas e que o ator tem de se explicar à justiça.

+++ 'Vejo o rosto dele nos outros', diz vítima de estupro na zona sul

Thogun disse nesta quarta-feira, 29, que está tomando providências jurídicas quanto às acusações, pois se considera a maior parte lesada. "Tenho mulher e um filho de três meses, sou o maior interessado em que a verdade apareça." Ele disse ter sido orientado por sua defesa a não se manifestar mais sobre o assunto. O ator, que participou de várias novelas e atuou nos filmes Tropa de Elite e Cidade dos Homens, fazia o personagem Marcão no filme A Volta. Com roteiro e direção de Ronaldo Uzeda, o longa tem no elenco atores como Tuca Andrada, Guilhermina Guinle e André Ramiro. A produção, da Guaraná Filmes, retrata a história de um homem que se torna justiceiro depois que sua esposa é assassinada e sua neta é sequestrada por assaltantes. A estreia está prevista para meados de 2018.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.