Google Street View
Google Street View

Ataque deixa dois mortos e quatro feridos na Grande São Paulo

Eduardo Donizete Silva Santos, de 25 anos, e Maxuel Nonato de Souza, de 24, foram mortos a tiros em São Bernardo do Campo, neste domingo

Felipe Resk, O Estado de S.Paulo

11 Março 2018 | 16h53

SÃO PAULO - Dois homens foram mortos a tiros e outros quatro ficaram feridos no bairro Planalto, em São Bernardo do Campo, na Grande São Paulo, na madrugada deste domingo, 11. A Polícia Civil investiga a autoria do crime. Segundo o boletim de ocorrência, foram encontradas no local três folhas de caderno com anotações que seriam da contabilidade de tráfico de drogas.

Segundo a Polícia Civil, o ataque aconteceu por volta da 0h10, na Rua Manoel Bandeira, no cruzamento com a Rua Getúlio Vargas, periferia da cidade. Eduardo Donizete Silva Santos, de 25 anos, recebeu três tiros no tórax. Já Maxuel Nonato de Souza, de 24, foi baleado seis vezes, no tórax, abdome, pescoço e mandíbula. Os dois já chegaram mortos ao hospital.

Imagens de câmeras de segurança mostram o momento em que dois homens, a pé, saem atirando em pessoas que estavam na rua. Houve correria, com os presentens tentando se esconder atrás de veículos ou dentro das casas. Um dos atiradores, com a arma na mão, ainda corre em direção a um grupo que estava ao lado de um carro.

A Polícia Militar foi ao local do crime após ter sido acionada para uma ocorrência de agressão. Quando os agentes estavam a caminho, no entanto, houve "diversas reiterações (...) no sentido de que no mesmo local teriam ocorrido diversos disparos de arma de fogo", de acordo com o registro do caso.

No momento em que os PMs chegaram, as vítimas já tinham sido socorridas para o pronto-socorro por moradores, mas ainda havia outras pessoas na calçada e na rua. Questionadas, todas teriam sido unânimes em dizer que não viram o crime e nem tinham informações que pudessem ajudar na investigação.

Quatro rapazes, entre 19 e 23 anos, também foram baleados. Um deles, de 21, precisou ser transferido para o Hospital das Clínicas, em São Paulo, onde passou por cirurgia. O estado de saúde deles não foi informado.

Investigadores do 3º Distrito Policial de São Bernardo do Campo, onde o caso foi registrado, chegaram a ir ao pronto-socorro para falar informalmente com os feridos. Entretanto, as vítimas não teriam conseguido descrever como foi o ataque e nem o que aconteceu.

A perícia encontrou no local três projéteis e três estojos de calibre 380. Um veículo que estava estacionado no local também foi atingido por balas. A investigação deve seguir com o setor de Homicídios de São Bernardo.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.