José Patrício/Estadão
José Patrício/Estadão

Assembleia aprova projeto que reajusta piso do servidor estadual

Em janeiro, menor salário será de R$ 905, para serventes, trabalhadores florestais e mensageiros, entre outras funções

O Estado de S. Paulo

16 Dezembro 2014 | 21h05

A Assembleia Legislativa de São Paulo aprovou nesta terça-feira dois projetos que influenciam o rendimento dos servidores do Estado.

O primeiro, o PL 1381-2014, reduz de três para duas faixas o piso que o trabalhador pode receber e concede reajustes que variam de 9,8% a 11,75%. Com isso, o salário mínimo será de R$ 905, para serventes, trabalhadores florestais, mensageiros e supervisores de compra e venda, entre outras funções.

O segundo projeto é o PLC 48/2014, que estabelece abono salarial caso o rendimento mensal do servidor fique abaixo de R$ 996, para quem faz jornada completa de trabalho, e R$ 464, para quem faz jornada parcial.

Os projetos entram em vigor na data de publicação no Diário Oficial, mas devem produzir efeito a partir de 1º de janeiro de 2015.

Mais conteúdo sobre:
Assembleia Legislativa piso salarial

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.