1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Assaltantes fazem 200 reféns e levam R$ 80 milhões em eletrônicos

Rene Moreira e Luiz Fernando Toledo - O Estado de S. Paulo

07 Julho 2014 | 13h 31

Criminosos agiram em fábrica da Samsung, em Campinas, e fugiram com carretas carregadas com aparelhos como smartphones e tablets

Atualizada às 15h42

CAMPINAS - Um assalto cinematográfico foi registrado na madrugada desta segunda-feira, 7, em uma fábrica da Samsung em Campinas, no interior de São Paulo. Em torno de 30 assaltantes renderam uma van que levava funcionários para a empresa e tomaram seus lugares. Os bandidos usaram uniformes iguais aos dos empregados. 

No interior da companhia, o bando se dividiu pelos dois prédios e fez cerca de 200 funcionários entrarem em uma sala. A única exigência deles era que todos retirassem a bateria de seus celulares, para que não acionassem a polícia ou chamassem nenhum tipo de socorro.  Eles roubaram em torno de 40 mil aparelhos, entre tablets, smartphones e notebooks. A carga teria sido levada em oito carretas lotadas e está avaliada em R$ 80 milhões. 

De acordo com a Polícia Militar, os assaltantes confiscaram os armamentos e munições dos vigilantes que trabalhavam na empresa. Para evitar suspeitas, estes funcionários foram orientados pelos bandidos a continuarem normalmente em seus postos de trabalho, desarmados. 

Os bandidos teriam informações privilegiadas sobre a empresa, informou a Polícia. Eles teriam conhecimento até mesmo do local onde estavam os equipamentos mais valiosos. A companhia diz que colabora com as investigações.

Denny Cesare/Código19/Estadão
No interior da Samsung, 100 funcionários foram rendidos e 40 mil aparelhos roubados, como tablets, smartphones e notebooks (foto: Denny Cesare/Código19)