Apreendido adolescente suspeito de matar GCM na frente do filho

Crime ocorreu na quarta-feira na Vila Curuçá, na zona leste de São Paulo, enquanto vítima aguardava perua escolar dentro do carro

O Estado de S. Paulo

31 Janeiro 2015 | 13h49

SÃO PAULO - Um adolescente de 14 anos foi apreendido nesta sexta-feira, 30, pela Polícia Militar acusado de ter matado uma guarda-civil metropolitana na quarta-feira, 28, na Vila Curuçá, na zona leste da capital paulista. Segundo a polícia, ele confessou o crime.

A vítima foi assassinada a tiros na frente do filho de 7 anos, quando esperava dentro do carro a chegada de uma van escolar. Ela foi abordada por dois assaltantes, que notarem o uniforme da agente. O menor atirou contra ela. O crime foi flagrado por uma câmera de segurança da rua.

Após denúncia, policiais das Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam) do 29.º Batalhão de Polícia Militar Metropolitano (BPM/M) encontraram o garoto, por volta das 14 horas, em sua casa, em São Miguel Paulista, na mesma região.

O revólver de calibre 38 usado no crime e uma motocicleta roubada foram apreendidos. A Polícia Civil registrou a ocorrência no 32.º Distrito Policial (Itaquera).

Mais conteúdo sobre:
Polícia Militar Vila Curuçá

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.