Aparecida reúne cinco mil em Via Sacra durante a madrugada de sexta

Peça encenando a 'Paixão de Cristo' ainda ocorre às 19h30 na praça da Basílica Velha

João Carlos de Faria, de O Estado de São Paulo

02 Abril 2010 | 15h16

APARECIDA - Uma grande demonstração de fé pode ser vista na madrugada desta Sexta-Feira Santa, 2, na cidade de Aparecida, a 190 km de São Paulo, quando mais de cinco mil fiéis acompanharam a Via Sacra, tradicionalmente celebrada no Morro do Cruzeiro.

 

O dia ainda estava amanhecendo quando a multidão percorreu as 15 estações que representam a caminhada de Jesus até o Calvário. A ultima estação fica a 1.300 metros, morro acima, exigindo preparo físico dos participantes. A celebração, durou cerca de 1h15.

 

"É cansativo, mas eu venho todos os anos. Acho que é um sacrifício que vale a pena pelas graças que a gente recebe", disse ofegante a comerciaria Márcia de Oliveira Guimarães, 45 anos. Ela veio com a família, de Carangola (MG), distante 470 km de Aparecida, onde pretende ficar até o domingo de Páscoa.

 

Celebrações

 

A programação da Semana Santa no Santuário Nacional teve início com a encenação da Via Sacra, às 9 horas e continuou com o Sermão das Sete Palavras de Jesus na Cruz, ao meio-dia. Às 15 horas haveria a cerimônia de Adoração da Cruz, e ás 17 horas encerrando as celebrações a procissão de enterro. Para encerrar, ocorre às 19h30, com apresentação da peça "O Processo da Paixão", na praça da Basílica Velha.

 

Na quinta-feira santa, a Missa de Lavapés reuniu mais de dez mil pessoas e foi celebrada por Dom Raimundo Damasceno. Para lembrar o ato de humildade de Jesus antes da sua morte, o Arcebispo lavou e enxugou os pés de 12 convidados, que representavam os apóstolos. Um pão também foi entregue em sinal da eucaristia.

 

Até o próximo domingo o Santuário Nacional espera receber cerca de 200 mil romeiros, o que tem provocado tráfego intenso na rodovia Presidente Dutra, mas fluindo normalmente, sem registro de acidentes até o meio dia de sábado. A estimativa da Nova Dutra, concessionária que administra a rodovia é de que cerca de 223 mil veículos saiam de São Paulo e 151 mil veículos deixem o Rio de Janeiro entre a zero hora de quinta-feira e meia-noite de domingo de Páscoa, dia 04.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.