Alckmin diz que Estado está preparado para a Copa

Questionado sobre o aumento de roubos, governador diz que, para garantir a segurança, foram suspensas as férias e folgas de 4.205 policiais durante o jogos

Jerusa Rodrigues, O Estado de S. Paulo

24 Maio 2014 | 15h56

SÃO PAULO - O governador Geraldo Alckmin disse neste sábado, 24, que o Estado de São Paulo está preparado para garantir a segurança durante a Copa.

Ele fez a declaração ao ser questionado sobre o aumento de roubos no Estado e se não teme a falta de segurança durante o campeonato. Segundo Alckmin, a Secretaria de Segurança Pública suspendeu as férias e o afastamento de 4.205 policiais no período de jogos. "Com isso, serão 4.200 policiais a mais em atividade." Alckmin falou também que será implantada a atividade delegada, que significa 3 mil policiais do Estado na ativa.

Ele ressaltou que houve uma redução no número de homicídios no Estado e que, para melhorar a questão do crime contra o patrimônio, serão implantadas câmaras de monitoramento na cidade, como ocorre em Nova York, além do aumento do número de policiais nas ruas.

As declarações foram dadas durante a abertura do 'Agita Saúde' no Parque Villa Lobos, na manhã deste sábado. O evento, promovido pela Secretaria de Estado da Saúde de São Paulo, visa a conscientizar a população sobre a importância de manter hábitos saudáveis e da prática da atividade física.

No parque há ainda uma carreta móvel do programa 'Mulheres de Peito' que oferece mamografia grátis, sem a necessidade de pedido médico, para mulheres entre 50 e 69 anos de idade.

Segundo o Secretário de Estado da Saúde, David Everson Uip, a carreta vai permanecer no Parque Villa Lobos pelo menos por uma semana. "Após a realização do exame (ultrassom de mamas, mamografia e biópsia), se houver necessidade de tratamento, a mulher já é encaminhada a um hospital de referência."

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.