1. Usuário
Assine o Estadão
assine


Aeroporto de Guarulhos não recebe certificação da Anac para operar o A380

O Estado de S. Paulo

07 Fevereiro 2014 | 19h 14

Air France pretendia inaugurar as operações do 'super jumbo' da Airbus no Brasil na pista do Terminal 3, previsto para maio

Atualizado às 19h43

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) verificou nesta semana que o Aeroporto de Cumbica, em Guarulhos, não está apto para receber operações do Airbus A380 - maior avião comercial do mundo.

Dessa forma, a Air France não poderá inaugurar as operações do "super jumbo" no Brasil na pista do Terminal 3, previsto para maio.

Segundo a Anac, o aeroporto "ainda não cumpriu todos os requisitos mínimos e essenciais de segurança para esse tipo de aeronave". O maior problema é em relação à largura do acostamento da pista de pouso e decolagem, que deve aumentar em 7,5 metros para cada lado em toda a extensão.

A GRU Airport informou que, "no setor do transporte aéreo, é comum que um estudo técnico passe por uma série de ajustes até que se consiga a autorização". Segundo a concessionária que administra o aeroporto, o mesmo aconteceu durante o processo para operar o Boeing 747-800, aprovado em novembro.

A concessionária informou que "continuará empenhada em complementar o estudo técnico" porque "tem interesse em receber essa categoria de aeronave até a Copa do Mundo".

A Air France afirmou em nota que também "continua com a intenção de voar para São Paulo com o A380". A companhia aérea disse, ainda, que aguarda as negociações com as autoridades aeroportuárias "se encerrarem favoravelmente".

A GRU Airport tem até o final de 2016 para se adequar às solicitações da Anac, mas pretendia começar as operações do A380 antes da Copa do Mundo, em junho.