Adolescentes fazem funcionários reféns e fogem de Fundação Casa

Ao menos quatro internos escaparam da unidade em Santos; não houve feridos e rebelião foi contida no fim da tarde

Luiz Alexandre Souza Ventura, Especial para O Estado

19 Junho 2017 | 19h11

SANTOS - Adolescentes internos da Fundação Casa de Santos, no litoral sul de São Paulo, mantiveram três funcionários da instituição reféns durante a tarde desta segunda-feira, 19, após uma tentativa de fuga. Ao menos quatro internos escaparam e ainda não foram recapturados. A unidade fica no bairro Monte Cabrão, na área continental da cidade, e tem capacidade para receber 69 apreendidos, mas tinha 59 no momento da confusão.

De acordo com informações da fundação, o grupo começou a fugir pouco depois de meio-dia, mas a maior parte foi contida. Logo após o começo da rebelião, um dos reféns foi liberado. A Polícia Militar chegou em seguida, posicionou homens na área externa do prédio e fez buscas pela região com apoio do Corpo de Bombeiros, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e do helicóptero Águia.

A rebelião acabou pouco antes das 17h e ninguém ficou ferido. Possíveis sanções aos jovens que participaram do tumulto e também aos recapturados serão analisadas pela Comissão de Avaliação Disciplinar (CAD).

Guarujá

No último sábado, 17, seis adolescentes fugiram da Fundação Casa de Guarujá, por volta de 19h50. A unidade fica na Vila Santo Antônio, tem capacidade para atender 100 adolescentes e mantinha 92 no momento da fuga. Até agora, nenhum dos fugitivos foi recapturado. A Corregedoria Geral abriu uma sindicância.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.