Reprodução
Reprodução

Acusados de matar colega por causa de bullying são recolhidos

O avô de um dos adolescentes foi indiciado por porte ilegal da arma usada no crime, que teria sido furtada pelo neto

CHICO SIQUEIRA, Especial para O Estado

12 Janeiro 2015 | 17h32

SÃO JOSÉ DO RIO PRETO - Os dois adolescentes de 17 anos, acusados de matar o amigo Nivaldo Lopes Júnior, 17 anos, na semana passada, em São José do Rio Preto (SP), foram recolhidos para cumprir medida protetiva de 45 dias, por determinação do Juizado da Infância e da Juventude. 

Eles estão recolhidos em uma cela especial da cadeia de Catanduva (SP), enquanto aguardam vagas na Fundação Casa. Se em cinco dias a Fundação não liberar as vagas, eles serão soltos.

O avô de um dos adolescentes foi indiciado por porte ilegal da arma usada no crime, que teria sido furtada pelo neto, que atirou no amigo. Segundo o delegado Alceu de Oliveira Júnior, que apura do caso, antes do crime, o adolescente teria mostrado a arma para colegas e entrado com ela em um shopping da cidade.

A polícia ouviu novamente os dois adolescentes e alguns colegas deles nesta segunda-feira, 12, e descobriu que o crime pode ter motivação passional. Nos novos depoimentos, a polícia soube que um dos dois adolescentes teria brigado fisicamente com a vítima por causa da namorada. 

"Este adolescente fez amizade com a namorada da vítima, que não gostou e ambos acabaram se agredindo fisicamente. Mas não foi este adolescente quem atirou no amigo", contou. Segundo o delegado, os dois adolescentes autores do crime também estavam enciumados com a vítima por ela ter feito amizade e estar frequentando casas de outros amigos, cujas famílias têm maior poder aquisitivo que as deles.

O corpo de Lopes Júnior foi encontrado na quinta-feira, 8, alvejado por um tiro, calibre 22. Ele estava desaparecido desde segunda-feira, 5. Os dois adolescentes que confessaram o crime eram amigos de infância da vítima, moravam no mesmo bairro, estudavam juntos, jogavam no mesmo time de futebol e frequentavam a mesma academia. Eles disseram que mataram o amigo para se vingar de bullying praticado contra eles pela vítima. 

Mais conteúdo sobre:
bullying São José do Rio Preto

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.