Acusado foi agredido pela polícia, afirma mãe

Cinco testemunhas foram ouvidas ontem na 3.ª Vara Criminal do Rio, durante a segunda audiência de instrução e julgamento de Fábio Raposo Barbosa e Caio Silva de Souza, acusados de terem provocado a morte do cinegrafista Santiago Andrade, da TV Bandeirantes, atingido por um rojão em 6 de fevereiro. Prestaram depoimento três testemunhas de acusação e duas de defesa, incluindo a mãe de Raposo. Ela afirmou que, após se entregar, o filho foi alvo de agressões praticadas por policiais.

O Estado de S.Paulo

06 Maio 2014 | 02h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.