Acidente deixa 2 mortos e 6 feridos no Ipiranga

Motorista de ônibus acabou autuado por homicídio culposo, após ter atravessado o sinal vermelho

Bruno Lupion e Ricardo Valota,do estadão.com.br,

22 Abril 2010 | 02h32

A imprudência do motorista de um ônibus causou a morte de duas pessoas e ferimentos e outras seis, no final da tarde desta quarta-feira, 21, no cruzamento entre as ruas Silva Bueno e Lord Cochrane, no Ipiranga, zona sul de São Paulo.

 

Ao volante do coletivo da Via Sul, de linha 5107/10(Terminal Correio - Terminal Sacomã), trafegando no sentido bairro da Silva Bueno, o motorista Antonio Pádua, segundo testemunhas, desrespeitou o farol vermelho e atingiu a lateral direita de um Ford Fiesta preto que cruzava a Silva Bueno pela Lord Cochrane. Outros três veículos, um Escort vinho, um Renault Clio azul e uma Ford Ranger preta, estacionados na altura do nº 1.640 da Silva Bueno, mas sem ocupantes, também foram atingidos pelo ônibus, que ficou desgovernado após bater contra o Ford Fiesta.

 

Ao volante do Fiesta estava Adriana Carvajal de Oliveira, de 45 anos. Um dos passageiros era a mãe dela, Piedade Carvajal, de 70 anos. Ambas morreram. Outras seis pessoas ficaram feridas; três delas também ocupantes do Ford: um menino de 11 meses, um de 7 anos e uma mulher de 44 anos, encaminhados em estado grave pelos bombeiros para a Santa Casa de Misericórdia. Os demais feridos, todos levemente, teriam sido encaminhados para o pronto-socorro Ipiranga.

 

O motorista do ônibus foi detido e levado para o 17º Distrito Policial, do Ipiranga. Autuado por homicídio culposo, será liberado para responder processo em liberdade após pagar uma fiança de R$ 1.230,00. Até as 2h15 desta madrugada de quinta-feira, 22, o delegado do 17º Distrito Policial não havia liberado as informações para a imprensa.

Mais conteúdo sobre:
ônibus acidente Ipiranga

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.