A revolução das lâmpadas!

Vale-tudo

TUTTY HUMOR, O Estado de S.Paulo

05 Julho 2012 | 03h05

A indústria de celebridades aderiu às más notícias para ampliar o espaço na mídia da turma fabricada em reality shows. Exemplo da semana: "Casa do pai do ex-BBB Daniel Saullo pega fogo em Passa Quatro"! É o tipo da informação que, sem uma boa assessoria de imprensa, não sai nos jornais.

Deixa quieto

Tem coisas que a gente até faz, mas não sai por aí dizendo que foi o primeiro a ter a péssima ideia! A Rede Record devia ter vergonha de acusar o SBT de plágio do quadro "Jogo da Afinidade".

No páreo

O concurso que vai eleger a "Notícia Enguiçada do Século" confirmou nesta semana uma forte concorrente ao título: "Cientistas descobrem nova pista da partícula de Deus" - quantas vezes você leu algo a respeito nos últimos anos?

Defeito colateral

Não é só na tribuna do Senado, não! Demóstenes Torres já vinha falando sozinho em casa há um tempão.

1+1+1+1...

Tomara que os mexicanos não tenham aprendido a recontar votos com os vizinhos americanos!

Tá sentindo?

O clima voltou a ficar tenso no Estreito de Ormuz. Relaxa que passa, vai!

Acelera Mano

Ultrapassado na mesma volta do ranking da Fifa pelas seleções de Portugal, Itália, Argentina, Holanda, Croácia e Dinamarca, o time de Mano Menezes caiu para a 11ª colocação e já começa a ser ameaçado por Felipe Massa e Bruno Senna.

A notícia de que a lâmpada incandescente está com os dias contados no Brasil anuncia o fim de uma era. Houve um tempo em que a iluminação de um ambiente suscitava uma única indagação do moço da loja de material elétrico: "Quantas velas?"

Experimenta só, hoje em dia, comprar uma lâmpada na esquina! O balconista vai te encher de perguntas: alógena ou LED? Dicróica ou minidicróica? PAR ou Halopin? Fluorescente compacta ou incandescente refletora? Neon ou filamento de fibra ótica? Eletrônica circular ou tubular? Branca ou amarelada? (Os ricos preferem as de cor mais quente, acham as "frias" meio cafonas.)

A nova classe média brasileira só começou a ter dúvidas a respeito recentemente, depois que o governo baixou o IPI para luminárias e lustres, barateando o preço final dos produtos com criação de designers - ô, raça! -, os grandes responsáveis pela insustentável diversidade das lâmpadas.

Agora que as incandescentes subiram no telhado no Brasil, não demora muito ninguém achará a menor graça naquela velha piada que contabiliza um total de três portugueses para trocar uma lâmpada: um para subir na escada e dois para girá-la! Muito em breve, presume-se, nenhum ponto de luz terá rosca!

Ciúme bobo

Fátima Bernardes não está legal! Não sabe explicar por que, mas se sente insegura com Renata Vasconcelos substituindo Patrícia Poeta no Jornal Nacional. Bobagem, né não?

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.