1. Usuário
Assine o Estadão
assine

1ª clínica para internação do Estado funcionará em anexo do HC

ADRIANA FERRAZ - O Estado de S.Paulo

14 Janeiro 2012 | 03h 04

Com 52 leitos, equipamento tem inauguração prevista para 2013, em parceria com o governo federal

O Hospital das Clínicas de São Paulo terá um prédio exclusivo para tratamento de dependentes químicos. Com 52 leitos, será o primeiro centro estadual para internação de usuários de álcool e drogas na capital. O equipamento será feito em parceria com a Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (Senad), que investirá R$ 11 milhões no projeto. A inauguração está prevista para 2013.

Segundo a Secretaria de Estado da Saúde, o local também abrigará um Centro de Atenção Psicossocial (Caps), com capacidade para atender 25 pacientes de alta complexidade por dia, e um Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), que receberá até 14 famílias diariamente.

Baseado na integração do atendimento médico e assistencial, o modelo visa a desintoxicar o paciente, encaminhá-lo a programas de emprego e devolvê-lo ao ambiente familiar.

O novo centro vai funcionar em uma área de 3 mil m² do Hospital Cotoxó, que presta serviço hospitalar do HC no bairro da Pompeia, na zona oeste. O prédio também vai ter centros de pesquisa e salas de aula destinadas ao desenvolvimento de novos tratamentos e políticas públicas. Uma unidade semelhante será construída em Botucatu, no interior.

A rede estadual oferece hoje 400 leitos para internação de usuários de drogas - todos são contratados junto a clínicas particulares. A gestão Geraldo Alckmin (PSDB) afirma que vai investir R$ 200 milhões para dobrar o número de vagas nos próximos dois anos. A proposta é expandir o número de clínicas próprias ou conveniadas em regime de internação de curta permanência e atendimento multidisciplinar.

A triagem dos pacientes, no entanto, continuará a ser feita pelos municípios, que devem verificar a necessidade da internação. Além de São Paulo e Botucatu, as cidades de Ribeirão Preto, Presidente Prudente e São João da Boa Vista serão contempladas.

  • Tags: