A dor e a delícia das reuniões de condomínio

A dor e a delícia das reuniões de condomínio

Angélica Arbex

30 Julho 2015 | 12h30

Prato cheio para os humoristas, as reuniões de condomínio já renderam esquetes hilárias. Do filme minha mãe é uma peça até a turma da porta dos fundos, a intimidade forçada pela convivência entre vizinhos rende assunto e muita risada.

Se você está num dia mais ou menos, ou mesmo se recebeu em sua casa a convocação para a sua próxima assembleia, faça o teste. Acesse o youtube e busque “reunião de condomínio” é diversão garantida.

Acompanho, as vezes com mais e outras com menos detalhes, mais ou menos 3.000 reuniões de condomínio por ano. Tem tanta história… Sim, as mais cheias são aquelas de sorteio de vaga de garagem, aprovação de orçamento e os primeiros encontros quando o condomínio acaba de ficar pronto. Parece que em prédio novo a gente tem mais energia, a sensação de que está começando de novo e que pode, de fato, participar para tornar o condomínio um lugar mais legal para viver.

A verdade é que dá sempre pra começar de novo e reinventar o lugar onde a gente mora. As pessoas estão cada vez mais convencidas disso. As assembleias ou reuniões de condomínio nunca estiveram tão cheias como agora.

Pode ser os tempos de crise, onde a gente acaba encontrando tempo para coisas que antes pareciam menos importantes.  Pode ser a crise em outra dimensão, como foi o caso da crise hídrica que enfrentamos neste ano. Quem, em sã consciência, diria que uma reunião de condomínio com pauta única: – discussão para alternativas de economia de água – estaria lotada em um sábado às 8h30 da manhã? Pois é, nos últimos tempos, estes encontros estavam todos lotados.

Os síndicos dos condomínios estão meio perdidos tentando entender os problemas recentes… Multa na conta de água, bônus na mesma conta, diferentes bandeiras tarifárias na conta de luz, regra pra reforma nos apartamentos, combinação de senhas de segurança contra arrastões, aumento na inadimplência por conta na redução do orçamento. Não são tempos fáceis para a vida vertical.

Problemas tão contemporâneos e que são melhores resolvidos quando compartilhados. As pessoas descobriram isso e pararam de arrumar desculpas para não participar das discussões. Seja bem-vindo às reuniões de condomínio lotadas.

Kite 2_01

E para não fazer feio…

1)       Participe. As decisões deste encontro podem mudar a dinâmica do condomínio. Você mora lá, os assuntos debatidos interessam diretamente a você. Num condomínio ninguém mora só da porta pra dento. Nem adianta dizer no dia que você precisa estudar para o exame de sangue…

2)      As reuniões são para tratar assuntos coletivos. Problemas particulares não devem entrar em discussão;

3)      Preste atenção na pauta da reunião, até por uma questão legal a reunião deve seguir a pauta que está registrada na convocação;

4)      Deixe desafetos no lado de fora. As assembleias no condomínio não são para gerar polêmicas, e sim para tomar decisão.

5)      Se puder, torne o clima mais leve. Combine com os outros moradores, prepare um lanche, ajude a criar um clima amigável.