As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

José também foi um dos jovens detidos pela PM no histórico 13 de junho de 2013. Tudo é tão simbólico

Bruno Paes Manso

22 Maio 2014 | 11h53

ANDRÉ CARAMANTE E BRUNO PAES MANSO

Cerca de 10 mil jovens seguem pela Avenida da Consolação até a esquina da Rua Maria Antônia, em frente à Praça Rosevelt, no centro de São Paulo. Era perto das 20 horas do dia 13 de junho de 2013 quando a polícia tenta impedir a manifestação de chegar à Avenida Paulista. Bombas de gás e balas de borracha são lançadas desordenadamente por policiais numa ação que mudou a escala dos protestos em São Paulo e ajudou a transformar esses eventos de rua em um divisor de águas na história política do Brasil. As pancadas aleatórias foram transmitidas para todo o Brasil em rede nacional.

José andava de skate na Praça Roosevelt com outros amigos no momento do corre-corre na Maria Antônia. Foi detido pela polícia e hoje seu nome consta no inquérito para tentar enquadrar os black blocs como quadrilha. Veja detalhes sobre o inquérito na reportagem da Pública.

http://apublica.org/2014/02/inquerito-black-bloc-2/

Quase um ano depois, José ficou 22 dias apreendido na Fundação Casa acusado de ato infracional correspondente a roubo duplamente qualificado. Ele tinha provas de sua inocência e a Justiça só concedeu a ele liberdade depois de reportagem publicada neste blog.

Durante depoimentos para a apuração do caso do assalto, uma das vizinhas de José foi defender o comportamento do jovem perante às autoridades. No interrogatório, ouviu a acusação que a deixou assustada: “Você sabia que ele está sendo processado por formação de quadrilha?”. O policial se referia à detenção de José ocorrida nos protestos de junho.

Tudo parece muito simbólico. A situação nos dias de hoje assusta, assim como a imensa confusão na cidade. Mas abre espaço para discutir o aperfeiçoamento da democracia em São Paulo e no Brasil. E as urgentes reformas das polícias e da Justiça. O inquérito dos black blocs foi um jogo de cena feito sob medida para esconder a atual falta de inteligência das forças de segurança pública.

Para aqueles que não se lembram, seguem os vídeos da Vice sobre junho de 2013, um dos trabalhos mais completos feito na imprensa

http://www.vice.com/pt_br/vice-news/os-protestos-de-sp-em-7-atos-parte-1