Semáforo para travessia não tem data para instalação

Jerusa Rodrigues

13 Junho 2013 | 08h00

“Nós, pedestres, continuamos correndo o risco de ser atropelados”, alerta leitora

Por Jerusa Rodrigues

Reclamação da leitora: Como leitora do Estadão e moradora da região da Av. Engenheiro George Corbusier, gostaria da ajuda do jornal para obter a mudança na sincronização de semáforo, que fica entre as Ruas Jupatis, Cruz das Almas e a  Av George Corbusier. Independentemente da faixa pintada no local – próxima à parada de ônibus, de duas escolas, uma de cada lado da via, hospital municipal e comércio -, é grande o risco para a travessia do pedestre, já que o tempo não é suficiente para isso. Sonia Nascimento / São Paulo

Resposta: Em atenção Sobre a instalação de semáforo para pedestres na Avenida George Corbisier, com a Rua Taquacetuba, a Companhia de Engenharia de Tráfego (CET) informa que o cruzamento já foi objeto de estudos da engenharia de campo. Para aumentar as condições de segurança do local, foi elaborado projeto de sinalização semafórica prevendo a instalação de grupos focais e estágio para pedestres. O referido projeto será implantado de acordo com o cronograma de serviços da companhia.

Réplica da leitora: Recebi uma ligação da CET informando que a medida já está prevista em projeto, mas depende de verba da Prefeitura, mas não existe prazo para isso. Uma resposta justificável, infelizmente parece mais complicado, já que pode levar anos e, enquanto isso, nós, pedestres, continuamos correndo o risco de ser atropelados.