Leitora reclama de mala danificada depois de viagem aérea

Latam informa que prestou os esclarecimentos à consumidora

Renata Okumura

13 Fevereiro 2018 | 05h00

Nora Ferreira viajou do Rio de Janeiro para São Paulo no ano passado pela companhia aérea Latam. Assim que começou a desfazer a mala, observou que a estrutura interna estava toda danificada. Ela entrou em contato com a empresa e se dirigiu até o aeroporto. No entanto, o atendente disse que a empresa apenas cobre ressarcimento para danos externos.

Foto: Pixabay

Reclamação de Nora Ferreira: “No dia 19 de dezembro, viajei do Rio de Janeiro para São Paulo pela Latam. Quando fui desfazer a mala, vi que a estrutura interna da mala havia sido danificada de tal forma que pedaços se desprendiam. Liguei para companhia e fui informada que tinha duas maneiras de fazer a queixa sobre o ocorrido: enviar um e-mail com fotos dos danos causados ou me dirigir ao aeroporto e mostrar os estragos pessoalmente. Optei pela segunda alternativa. No aeroporto de Congonhas, fui atendida por um funcionário oriental da Latam. Ele analisou os danos e estranhamente perguntou se eu havia viajado com aquela mala. Quando afirmei que sim, ele disse que poderia fazer um relatório, mas que iria fechá-lo em seguida porque a Latam só conserta danos externos e que os danos internos provocados pela companhia não impediam que eu continuasse a usar a mala.”

Resposta da Latam: “A Latam Airlines informa que, por e-mail, prestou os esclarecimentos à cliente.”


Envie suas reclamações
Mande uma mensagem para o e-mail spreclama@estadao.com ou por WhatsApp para o número (11) 97069-8639. Nossa reportagem vai apurar a denúncia e apresentar a resposta no blog Seus Direitos, um espaço voltado ao cidadão e ao consumidor.

Mais conteúdo sobre:

voomalaDanificada