Descarga elétrica queima diversos aparelhos em condomínio

Luciana Magalhães

18 Junho 2013 | 18h38

Depois de instalação errada, aguardamos o ressarcimento da Eletropaulo, diz leitora

Por Luciana Magalhães

Reclamação da leitora: Moro em um condomínio novo de 12 casas na Rua Tapiraí, Vila Isolina. Desde a entrega dessas casas todos os moradores sofrem com as constantes quedas de energia. O resultado foi câmeras de segurança e portão da garagem queimados. Após diversos contatos com a AES Eletropaulo, um engenheiro técnico compareceu ao local e informou que o projeto de energia foi executado de forma diferente do que tinha sido homologado. Ou seja, um erro grave. Informou que um novo projeto seria feito, mas nunca mais retornou. No dia 6/6, por volta das 19h30 a energia caiu. Como voltou com muita força, as lâmpadas das casas começaram a explodir. Em uma delas, o fio da NET derreteu. Na mesma hora diversas casas entraram em contato com o serviço de emergência da Eletropaulo, mas só técnicos da empresa apareceram no local por volta das 2h20 para informar que não havia nada que pudesse ser feito. Quando teremos uma solução definitiva? Qual é a dificuldade em corrigir um erro já admitido pela prestadora de serviço? Eles vão empurrar com a barriga até ter um incêndio no condomínio e ferir alguém com gravidade? Michelle de Amo / São Paulo

Resposta: A AES Eletropaulo lamenta o ocorrido e informa que religou a energia no local e regularizou o ramal de ligação do condomínio no dia 5/6. Além disso, a concessionária ressalta que a área comercial da empresa já está em contato com o síndico do condomínio referente ao ressarcimento dos aparelhos queimados por causa da sobrecarga de energia.

Réplica da leitora: Não houve mais nenhum episódio de queda de energia. Agora estamos cobrando o ressarcimento dos prejuízos às câmeras do condomínio e aos vários eletrodomésticos que queimaram. O problema é a burocracia sem fim.