Alto índice de assalto e violência no Brás

Jerusa Rodrigues

04 Junho 2013 | 22h25

Tenho medo de andar sozinha pela região, diz leitora

Reclamação da leitora: Moro na Rua Visconde de Parnaíba, Brás, e por conta do alto índice de violência penso em me mudar. Há muitos assaltos e tenho medo de andar sozinha pela região, até mesmo durante o dia. A maioria dos assaltantes é morador de rua e usa crack. Ninguém mais anda tranquilo e várias pessoas se aglomeram para atravessar juntas a Rua das Figueiras. Recentemente fui vítima de uma tentativa de assalto, numa rua do outro lado do Metrô Pedro II. Fiquei apavorada! Dias depois, soube de um senhor que foi morto a facadas porque reagiu a um assalto no mesmo local. Foi feito um abaixo-assinado para a instalação de uma base comunitária da Polícia Militar em frente ao Metrô, mas ainda estamos aguardando.Tatiana Lazzarotto/ São Paulo

Resposta: A Polícia Militar (PM) esclarece que a área citada vem sendo tratada com prioridade no tocante à segurança pública.

Réplica da leitora: A polícia afirma que está tratando essa situação com prioridade, mas no mês de março o problema de assaltos se agravou. Além disso só vejo viatura uma vez por semana e até as 21 horas. Quando sofri a tentativa de assalto e saí correndo em direção ao Metrô, fiquei acuada, sem conseguir ir pra casa, com medo de encontrar o bandido. Ao ligar para a polícia, disseram que nada poderiam fazer. Enfim, não acho que a situação esteja solucionada nem sendo resolvida.  Vou me mudar.