1. Usuário
Assine o Estadão
assine

Quem Faz

JERUSA RODRIGUES, editora. MARCO ANTÔNIO DE CARVALHO, repórter.
Para enviar reclamações sobre problemas da cidade, escreva para: spreclama.estado@estadao.com.
Se a reclamação é a respeito de empresas privadas, mande um e-mail para: consumidor.estado@estadao.com.
quarta-feira 31/12/14 15:06

Consumidor pode reclamar da falta de energia na página do Procon-SP

luz

As queixas serão encaminhadas diretamente à AES Eletropaulo; concessionária vai ser autuada se não enviar ainda hoje esclarecimentos sobre a situação   luz   O Procon estadual de São Paulo colocou em seu site (www.procon.sp.gov.br) um pop up para que os consumidores possam registrar reclamações por falta de energia.   Segundo o órgão, a medida foi tomada com o governo do Estado. O Procon vai receber as reclamações e encaminhar diretamente para a AES Eletropaulo, destacando ...

Ler post
quarta-feira 31/12/14 10:00

Justiça determina poda regular de árvore por prejuízo a vizinhos

Galhos invadiram propriedade vizinha e folhas entupiram calhas e causaram infiltrações; Tribunal de Justiça manteve decisão para ressarcimento dos prejuízos, mas negou pedido de danos morais SÃO PAULO - O Tribunal de Justiça de São Paulo manteve decisão de 1.ª instância e determinou que podas regulares sejam realizadas pelo proprietário de um imóvel cuja árvore invade o terreno vizinho. Além disso, foi determinada a execução de obras de reparação em razão de infiltrações causadas pelo entupimento da calha por ...

Ler post
quarta-feira 31/12/14 08:00

Falta de energia elétrica – saiba quais são os seus direitos

O restabelecimento do fornecimento de energia teria de ser imediato, por se tratar de um serviço essencial, explica a assessora técnica do Procon-SP, Fátima Lemos.   1) Na página da AES Eletropaulo há a informação de que, quando há corte de energia elétrica, sem que haja falta de pagamento, em 4 horas o fornecimento tem de ser restabelecido, sem custo ao consumidor, e em caso de apagão, como ocorreu em São Paulo, por causa da chuvas e ventos fortes há algum prazo ...

Ler post
terça-feira 30/12/14 19:02

Procon notifica Eletropaulo após casos de falta de energia

Empresa tem 24 horas para apresentar respostas, dentre elas o tempo necessário para resolução de todos os chamados pendentes na cidade; temporal no domingo passado elevou reclamações

SÃO PAULO – O Procon estadual de São Paulo encaminhou notificação na tarde desta terça-feira, 30, à Eletropaulo solicitando a apresentação das providências tomadas em casos de falta de energia na cidade. As ocorrências aumentaram após o temporal que aconteceu entre a noite do domingo e a madrugada da segunda-feira passada.

Em nota, o órgão disse ter recebido 49 reclamações de consumidores. A companhia tem 24 horas para responder aos questionamentos do Procon, que incluem o número de chamados realizados, as equipes deslocadas para atendimento, locais que ainda necessitam ser atendidos e o prazo final para a solução de todos os chamados pendentes.

“O Procon-SP está acompanhando de perto a falta de energia na cidade de São Paulo e os consumidores que tiverem prejuízo devem entrar em contato primeiro com a concessionária e, se não houver acordo, procurar um dos canais de atendimento do Procon para os devidos ressarcimentos junto à AES Eletropaulo”, disse em nota o diretor executivo do Procon-SP, Alexandre Modonezi.

A Eletropaulo informou que continua trabalhando em “casos pontuais, que envolvem principalmente árvores de grande porte que destruíram a rede após o vendaval”. “Durante todo o dia, 2 mil eletricistas estão atuando na reconstrução dos trechos danificados na rede elétrica. A maioria das ocorrências está concentrada em ruas da Vila Mariana, Moema, Vila Olímpia e Ipiranga. A concessionária ressalta que não há bairros sem energia”, informou a empresa em nota divulgada nesta terça.

Em algumas regiões da cidade, o restabelecimento no fornecimento de energia demorou mais de 24 horas para acontecer. A gerente administrativo Maria Fernanda Erdocia, de 48 anos, relatou que a eletricidade só voltou a sua residência, no bairro de Moema, zona sul da capital, na tarde desta terça.

“A gente ligou informando que não havia luz, mas não apareceu ninguém e diziam que não tinha previsão. Tem que haver prioridade para as pessoas”, disse ela, que acrescentou que a casa onde seus pais moram, no Brooklin Novo, permanecia sem energia até o início da noite desta terça.

Ler post
terça-feira 30/12/14 14:54

Casal que perdeu viagem de ônibus será indenizado em R$ 10 mil

Casal entrou na Justiça após perder viagem por falta de ônibus no horário previsto; TJ dobrou valor estipulado em 1.ª instância SÃO PAULO - A empresa Expresso Itamarati terá de pagar R$ 10 mil em indenização por danos morais a um casal por ter falhado na prestação do serviço. A decisão é da 13.ª Câmara de Direito Privado do Tribunal de Justiça de São Paulo, que dobrou o valor da indenização estipulada em 1.ª instância. Os consumidores entraram na Justiça ...

Ler post
terça-feira 30/12/14 10:00

Poda de árvore – como solicitar

Empresas particulares não estão autorizadas a realizar a poda na capital calçada 1   1- Como solicito o serviço de poda? O pedido pode ser feito pelo telefone 156 ou pelo site do Serviço de Atendimento ao Cidadão (SAC) da Prefeitura de São Paulo.   2-Posso contratar o serviço de empresas particulares para realizar a poda? Não. Somente a Subprefeitura da região está autorizada a realizar a poda ou a remoção de árvores no espaço público. O serviço ...

Ler post
segunda-feira 29/12/14 15:11

Troca só é obrigatória em caso de defeito

MOVIMENTAÇÃO NA RUA 25 DE MARÇO.

Substituir um presente que não agradou é mera liberalidade da loja*   MOVIMENTAÇÃO NA RUA 25 DE MARÇO.   Depois da correria e do estresse enfrentados durante as compras de Natal, muitas pessoas acabam retornando às lojas para trocar o que não agradou, sem saber que podem ter o pedido negado. De acordo com o Código de Defesa do Consumidor (CDC), a troca só é garantida em caso de defeito. Portanto, trata-se de mera liberalidade ...

Ler post
terça-feira 23/12/14 10:00

Cuidados com a mensalidade e matrícula escolar

 Claudia Almeida, advogada do Instituto Brasileiro de Defesa do Consumidor (Idec),dá dicas para evitar problemas.   1. Como saber se o aumento da mensalidade não é abusivo? Pela lei, os aumentos da mensalidade têm de ser justificados. Não existe um índice para o reajuste, então o Idec defende essa regulamentação. Como não há, o instituto defende que seja usado o  IPCA (Índice Nacional de Preços ao Consumidor-Amplo), portanto, que o reajuste seja de acordo com a inflação.   2. E se houver um reajuste acima ...

Ler post
segunda-feira 22/12/14 10:00

Lenovo não presta assistência à consumidora

Desde abril leitora recebe promessas de reparo do Notebook Reclamação do leitor: Comprei um notebook em 3/11/13, que  começou apresentar defeitos na entrada USB em abril/2014. Em  maio, começou a desligar sozinho, liguei na central e soube  que enviariam um técnico em 10 dias úteis (que nunca apareceu). Entrei em contato novamente me foi informado que a empresa não tinha peça para conserto e que eu aguardasse até 28/6 e ligasse novamente. Porém como não tinham  a peça, se nem o ...

Ler post