Como manter a bicicleta boa com o asfalto ruim

Dicas para o ciclista lidar com os problemas de conservação das ruas da cidade

Alex Gomes

31 Março 2016 | 07h00

O crescente número de ciclistas na capital torna imprescindível uma melhoria das condições do viário de São Paulo. E isso exige um maior rigor na verificação dos problemas, pois falhas no asfalto da cidade que são insignificantes para quem dirige podem representar um grande risco aos ciclistas. Por exemplo: há buracos que são transpostos facilmente por um pneu de automóvel mas, por outro lado, podem fazer com que um pneu de bicicleta estoure.

Tendo em mente a situação do viário da capital, vou citar alguns procedimentos que o ciclista pode adotar para evitar os problemas queas ruas da cidade:

Mantenha uma boa visibilidade do piso

Pedale de forma a manter uma visão periférica, que garanta não apenas ver o movimento à frente como também vários metros do piso. Assim, se estiver atrás de um carro mantenha uma distância que permita enxergar amplamente o chão à frente, evitando ser surpreendido por algum defeito da pista.

Tenha um bom kit de iluminação

Se você pedala à noite ou enquanto o sol ainda está raiando tenha um bom kit de iluminação. A luz traseira, como se sabe, faz com que o ciclista seja mais facilmente visto por motoristas. Já a dianteira, além de proporcionar essa vantagem, ajuda o ciclista e evitar buracos e outros problemas na pista.

Evite correr

Quanto mais rápido você estiver, mais difícil conseguirá frear, desviar ou mesmo perceber um problema na pista. Por isso, mantenha uma velocidade que permita frear a bike facilmente se for necessário. É preciso também ter em mente que a própria dinâmica do trânsito de São Paulo, com paradas constantes, requer do ciclista evitar pedalar como se estivesse em uma competição.

Mantenha a manutenção da bike em dia

É fundamental realizar uma revisão da bike periodicamente (pelo menos a cada 6 meses) para evitar que problemas como folgas ou desgastes de componentes sejam acentuados com os problemas do asfalto paulistano. Uma recomendação que merece destaque é manter os pneus devidamente calibrados, pois se estiverem com pressão muito baixa a probabilidade de aparecerem furos aumenta (a calibragem ideal do pneu depende de fatores como tipo de uso da bicicleta, tamanho do pneu e o peso do ciclista e por isso é recomendável ir a uma bicicletaria para identificar os valores ideais para você).

 

Por fim uma dica fundamental: cobre o poder público. Contate seus representantes nas esferas municipais, estaduais e federais, pois cada um tem responsabilidades próprias na melhoria da estrutura viária de São Paulo.

 

0 Comentários