Ciclofaixa apagada no Morumbi é parcialmente refeita por ciclistas

Ciclofaixa apagada no Morumbi é parcialmente refeita por ciclistas

Para a segurança de quem pedala na região, ciclistas pintaram símbolos de bicicletas no espaço em que existia a ciclofaixa.

Alex Gomes

20 Abril 2017 | 08h00

Um mês após uma ciclofaixa com um quilômetro de extensão ter sido apagada no bairro do Morumbi, um grupo de ciclistas pintou bicicletas no asfalto como forma de manter o espaço de circulação de bicicletas demarcado.

foto ciclofaixa

Foto: Felipe Aragonez

Após a ação, ciclistas da região ouvidos pelo blog São Paulo na bike afirmam que a invasão de motoristas ao espaço diminuiu.

A ciclofaixa apagada fica na R. Dr. Fausto de Almeida Prado Penteado e na Av. Amarilis no Morumbi. Foi removida pela Prefeitura Regional do Butantã no dia 22 de março, que alegou executar “serviços de manutenção do pavimento” e que faria posteriormente a reimplantação da ciclofaixa.


Porém, em nota ao portal Vá de Bike, a Prefeitura Regional do Butantã alega que a responsabilidade pela repintura da ciclofaixa é da Companhia de Engenharia de Tráfego (CET). A CET, em resposta ao portal, comunicou que estava em “tratativas para a repintura das ciclovias” com a Prefeitura Regional do Butantã e não apresentou prazo para a execução.

O blog São Paulo na bike solicitou informações à CET sobre a reimplantação da ciclofaixa, porém não obteve resposta.

A remoção da ciclofaixa, feita sem aviso e sem oferecer alternativas seguras aos ciclistas, contrasta com o compromisso firmado pelo Secretário de Mobilidade e Transportes, Sergio Avelleda, em reunião com ciclistas realizada em dezembro de 2016. Na ocasião, Avelleda prometeu que qualquer alteração na estrutura cicloviária da cidade seria debatida com os ciclistas.