Após polêmicas, Doria consulta população sobre projetos culturais
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Após polêmicas, Doria consulta população sobre projetos culturais

Secretaria da Cultura fará encontros temáticos no centro e visitas a pontos da periferia para estruturar atividades ao longo do ano

Bruno Ribeiro e Fabio Leite

27 Janeiro 2017 | 07h30

André Sturm e o prefeito João Doria. Foto: Sergio Castro/ESTADÃO

No centro de duas das maiores polêmicas do primeiro mês de mandato do prefeito João Doria (PSDB) — as mudanças na Virada Cultural e a limpeza nos grafites da cidade — a Secretaria Municipal de Cultura lançou dois programas para consultar a população antes de estruturar as políticas de governo para a área cultural da cidade.

Hoje, às 18 horas, na Galeria Olido, no centro da cidade, a Pasta irá promover um debate com o público do Hip Hop para traçar ações voltadas ao público desse gênero musical a partir deste ano. O programa se chama “Secretaria Escuta”, e tem uma agenda de encontros até o fim de fevereiro, tanto na Olido quanto no Centro Cultural São Paulo, na Rua Vergueiro, com previsão de encontros com os temas dança, teatro, música e circo.

O segundo programa começou na semana passada e tem o foco na periferia. O Gabinete nos Bairros consiste em visitas da equipe, chefiada por André Sturm, a equipamentos públicos de regiões mais afastadas do centro, para que o secretário conheça a estrutura dos equipamentos públicos e converse com os frequentadores. A primeira ação foi na Brasilândia, zona norte. A próxima é em Cidade Tiradentes, no extremo leste, e deve incluir uma passagem pela biblioteca Cora Coralina.

Sturm já declarou que pretende ampliar o horário de funcionamento de equipamentos como bibliotecas e centros da juventude da cidade, que hoje são fechados aos domingos, e que quer promover mais eventos em locais fechados da cidade — na contramão da promoção de atividades em espaços abertos realizada pela gestão anterior. Tanto que as 60 atrações organizadas pela Prefeitura na quarta-feira, aniversário da cidade, não tiveram fechamento de ruas para carros.

O fato de o show feito pelo cantor Liniker no Teatro Municipal ter lotado a ponto de terminar com uma sessão extra foi avaliado como positivo pela equipe, que pretender incrementar esses tipos de eventos.