Ambev propõe doar reforma das quadras do Parque do Ibirapuera
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Ambev propõe doar reforma das quadras do Parque do Ibirapuera

Cervejaria formaliza oferta de doação à Prefeitura e gestão Doria abre chamamento público para ouvir outras propostas

Bruno Ribeiro e Fabio Leite

03 Março 2017 | 12h00

Crianças brincam no Ibirapuera. Foto: Nilton Fukuda/Estadão

Crianças brincam no Ibirapuera. Foto: Nilton Fukuda/Estadão

 

Depois de anunciar a doação da reforma dos banheiros, a gestão do prefeito João Doria (PSDB) recebeu agora uma proposta da cervejaria Ambev para reformar as sete quadras esportivas do Parque do Ibirapuera, o mais famoso e visitado da capital paulista, sem custos para a Prefeitura.

Desta vez, a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente publicou edital de chamamento público no Diário Oficial informando a oferta feita pela Ambev e abrindo prazo de três dias para receber outras propostas de possíveis interessados antes de anunciar a parceria, conforme determina a legislação.


Caso não tenha outras empresas interessados em doar o serviço à Prefeitura, o termo de cooperação deve ser assinado na próxima semana e a reforma das quadras deve começar ainda neste mês. O custo e o prazo de conclusão das obras só será divulgado após o término do chamamento público.

Em nota, a Ambev informou que tem “diálogo aberto e transparente com o poder público” em todos locais onde atua e que desde 2014 executa um projeto chamado “Viva o Campinho”, que “já proporcionou a reforma de dezenas de campos de futebol em comunidades de todo o País”.

“E este ano, doaremos para a cidade de São Paulo e aos paulistanos a completa reforma das quadras poliesportivas do Parque do Ibirapuera. Esta doação será feita sem qualquer tipo de contrapartida à Ambev”, afirma a empresa que pertence à maior cervejaria do mundo, a belgo-brasileira AB Inbev.

Banheiros. Em janeiro, durante uma visita ao Ibirapuera, Doria anunciou que a construtora Cyrela faria a reforma dos 16 banheiros do parque a “custo zero” para a cidade. A doação foi solicitada pessoalmente pelo prefeito à empresa, cujo fundador já havia doado R$ 640 mil para as campanhas do tucano e de outros nove candidatos nas eleições municipais de 2016 em São Paulo.

Somente dez dias após o anúncio oficial da parceria pela Prefeitura, a Secretaria Municipal do Verde e do Meio Ambiente abriu chamamento público informado ter recebido uma proposta de reforma dos banheiros pela Cyrela e abrindo prazo para receber outras ofertas conforme determina a lei. A reforma vai custar R$ 450 mil e deve ser concluída em quatro meses.

A gestão do prefeito João Doria afirma que “todas as doações e cooperações são realizadas em estrita observância à legislação de regência” e que o tucano “anuncia o recebimento de uma proposta e não de uma doação ou cooperação concretizada”.