Usuário joga 121 ton de lixo por dia em rodovias paulistas
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Usuário joga 121 ton de lixo por dia em rodovias paulistas

José Tomazela

22 Abril 2014 | 21h01

Motoristas e passageiros descartam 121 toneladas de lixo por dia nas rodovias do Estado de São Paulo. Durante o ano todo, em 2013, o Departamento de Estradas de Rodagem (DER) e as concessionárias recolheram 44,4 mil toneladas de lixo nas rodovias pavimentadas do Estado. A quantidade de material seria suficiente para encher 7,4 mil caminhões coletores. A malha paulista asfaltada soma 21 mil quilômetros, dos quais 6,3 mil são concedidos à iniciativa privada.

Somente as concessionárias recolheram 27.693 toneladas de lixo nas estradas no ano passado, média de 76,6 toneladas por dia, segundo levantamento da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). A quantidade ainda é 16% menor que a do ano anterior: em 2012, foram recolhidas 33.316 mil toneladas, média de 91,2 toneladas por dia. As concessionárias administram as rodovias mais movimentadas do Estado, o que pode explicar a maior quantidade de lixo coletada do que na malha estadual administrada pelo DER.

Lixo orgânico como restos de comida, latas de alumínio, papel, vidro e plástico, até mesmo móveis e pneus velhos são lançados à beira das rodovias. Nas estradas que administra, o DER mantém equipes próprias ou terceirizadas que fazem a coleta e destinação do material. Na malha concedida, o contrato de concessão prevê que as empresas são obrigadas a recolher o lixo – juntas, as concessionárias mobilizam cerca de 500 funcionários, entre coletores e motoristas.

A coleta de lixo nas rodovias, além de contribuir com o meio ambiente e o aspecto da estrada, tem importante papel na segurança e fluidez do trânsito. A presença de resíduos na pista pode ser responsável por acidentes com animais que vêm pegar restos de comida ou quando um veículo realiza manobra brusca para desviar de materiais arremessados no asfalto.  O lixo pode, ainda, entupir o sistema de drenagem de água pluvial. Bitucas de cigarros estão entre as principais causas de incêndios que, além de causar danos ambientais, põem em risco a segurança do trânsito.


O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) prevê multa para quem arremessa lixo pela janela do veículo. De acordo com o artigo 172, atirar do veículo ou abandonar na via objetos ou substâncias é infração média, sujeita à multa e perda de quatro pontos na Carteira de Habilitação. Dependendo do volume de dejetos abandonados, o motorista pode responder a processo por crime ambiental.