Itu resgata composição do século 19 na Semana Santa
As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Itu resgata composição do século 19 na Semana Santa

José Tomazela

01 Abril 2014 | 18h03

Uma obra composta em meados do século 19, as “Matinas de Quarta-Feira Santa”, do músico e regente Elias Álvares Lobo, voltará a ser apresentada em Itu, depois de ficar esquecida durante 140 anos. Após um trabalho de recuperação que demorou 35 anos, a obra está sendo ensaiada e será recriada pelo Coral Vozes de Itu no próximo dia 12, durante o Ofício de Trevas da Semana Santa.

Autor da ópera ‘A Noite de São João’, primeira obra escrita e estreada no Brasil, Elias Lobo integra um seleto grupo de compositores ituanos do período barroco, como o Padre Jesuíno do Monte Carmelo, Miguel Dutra e Tristão Mariano. Grande parte de suas obras havia se perdido, mas muitas foram recuperadas pela equipe do Museu da Música, de Itu.

As partituras das “Matinas” fazem parte de um conjunto de obras sacras para a Semana Santa escritas em Itu no final da década de 1860. Preservadas num elegante álbum encadernado com capa de couro, as músicas foram executadas por um período de dez anos, antes de irem para uma gaveta.

Os arquivos foram encontrados muitas décadas depois e encaminhados em 1978 a um instituto de pesquisa, em São Paulo, onde permaneceu até 2012, quando foram transferidos para o museu de Itu. O estudante de composição Giancarlo Stafetti, da Unicamp, sob a supervisão do coordenador de acervo Luís Roberto de Francisco, e da professora Maria de Lourdes Sioli, curadora do museu, conseguiu interpretar e transcrever partituras.


Outras músicas da época serão apresentadas durante a Semana Santa. No dia 13, durante a Procissão de Passos no centro histórico, cinco músicos executarão a versão original dos motetes de José Mariano Costa Lobo, e o Canto da Verônica, do Padre Jesuíno. Dia 18, Sexta-Feira Santa, durante o Sermão das Sete Palavras, o Coral Vozes de Itu cantará Elias Lobo, Rosati e Nacif Farah.

Na Adoração da Cruz, será executada a música ‘Ofício da Paixão’, de Tristão Mariano e, durante a celebração das Sete Dores de Maria, o coro cantará ‘Stabat Mater’, de Miguel Dutra. Durante a Procissão do Enterro, o Coro de Câmara Vozes de Itu apresentará motetes de Elias Lobo e o Canto de Verônica de Padre Jesuíno. As apresentações ocorrem em praças e igrejas, locais abertos ao público.

Coral Vozes de Itu