As informações e opiniões formadas neste blog são de responsabilidade única do autor.

Pô, ética!

Haisem Abaki

18 Dezembro 2015 | 09h49

Excelências reunidas debatem uma palavra chamada ética

A discussão descamba para o cinismo e fica patética

Falam de decoro derramando dialética

Mas na verdade só se preocupam com a estética


Acusadores e capangas se enfrentam de forma frenética

Trocam tapas e agridem a língua culta e a fonética

Deixam a vergonha passar fome até ficar esquelética

Sacam normas e regimentos de maneira eclética

Muito blá-blá-blá na mais pura cosmética

Parece até que tomaram uma droga sintética

Tentam de tudo pra negar a riqueza de proporção aritmética

E espalham versões e boatos usando a cibernética

Acham que controlam a situação com verborragia magnética

Dizem que a denúncia é falsa e apenas hipotética

Nada de conta oculta no exterior bem hermética

Mas se descobrirem algo paga-se uma taxinha que sai diurética

Não é por isso que vai se viver uma vidinha dietética

A dinheirama seguirá musculosa e atlética

Em último caso é só chantagear com uma ameaça profética

E deixar a inquilina do palácio apoplética

Teve até uma carta de mi-mi-mi cataplética

Na rua cada um dos lados faz sua marcha apologética

Polícia e Justiça nos dão uma esperança asséptica

Mas ainda é tanta bandalheira que a Nação parece cética

É como se a corrupção estivesse desde sempre na genética

A lista ficaria interminável em ordem alfabética

A turma é suprapartidária e caquética

E assim encerro esta pretensiosa manifestação poética

Muuuiiito pô ética