Virou novela

Estadão

10 Abril 2009 | 01h19

O Ministério Público descobriu, segundo reportagem da Rádio Bandeirantes, que o terreno da mansão que está sendo construída pelo vereador Ushitaro Kamia (DEM) não pertence ao parlamentar nem ao seu cunhado. Mas sim a uma terceira pessoa desconhecida. A venda do terreno teria sido realizada pelo cunhado, que hoje mora no interior do Paraná, um mês antes dele ser preso por roubo, informa o MP. O homem foi condenado, preso e fugiu da penitenciária onde cumpria pena. No período em que estava foragido, acabou vendendo o terreno a uma terceira pessoa.